...surgiu, como se desintoxicar do homem errado, mas com o tempo mudou para "Como se desintoxicar da pessoa errada". Existem mulheres e homens intoxicados.Tanto as mulheres quanto os homens tem sua parcela de culpa por se intoxicarem pelas pessoas erradas, afinal, todos temos o livre arbítrio, temos como escolher, cada um tem a sua responsabilidade! Esse blog surgiu para trocar experiências, dar um ponto de vista diferente para que seja feita a auto-análise para mudar algo....descubra o que será mudado em você. Seja feliz. Sua felicidade depende somente de você!!! Não coloque a responsabilidade de sua felicidade em alguém que não possa te fazer feliz.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Dicas para o Ano-Novo...vida Nova!

Por Simone P. Cardoso

Muitas pessoas fazem inumeras promessas e planos no inicio do ano, mas não fazem nem a metade do que prometeram ou planejaram. Portanto, não reclame da vida e não jogue a responsabilidade de sua vida em outra pessoa, em Deus, em Buda, Alá, ou seja lá quem você acreditar...Sua vida é sua responsabilidade.

Portanto, preparei algumas dicas que eu tenho praticado, espero que lhes traga boa sorte:

1 - Planeje o futuro: a vida só tem sentido quando definimos metas positivas. Tais como sair de um relacionamento nocivo, emagrecer, parar fumar, mudar de trabalho, dizer eu te amo para todos os que você ama, fazer algum trabalho voluntário etc... Anote tudo em um caderno, todas as suas metas para o ano seguinte, e conforme for conquistando, vá riscando e vá mantendo e colocando metas novas logo em seguida. Logo você perceberá que não precisa inicar o ano para você ter metas novas...o seu ano novo começa quando você decide e determina começar algo. FUNCIONA! Eu fiz isso! É ótimo.

2 - Seja simples nas ações: Não faça de sua vida uma novela mexicana cheia de dramas. Resolva sua vida e seus problemas com simplicidade. O ser humano tem o péssimo hábito de dramatizar tudo. Ok vocês podem estar pensando: - fácil falar e dificil fazer...mas eu fiz e tenho feito, não sofro o quanto sofria, é tudo tão prático.E por isso compartilho com vocês .

3 - E seus valores???: seja verdadeira(o) com você mesma(o) em primeiro lugar. Reflita sobre vários aspectos de sua vida, encontre o equilibrio. Não perca tempo com o que não é útil em todos os aspectos.

4- Aprenda a perdoar: ao perdoar, você purifica a alma...é tão difícil, admito!Mas com muita reflexão, meditação, se eu consegui você consegue. Depois do perdão é como se a sua alma ficasse mais leve, seu corpo flutuasse, isso é ótimo.

5 - Administre o seu tempo: Coloque prioridade em uma agenda. Coloque os horários e siga a risca, trabalho, trarefas no trabalho, academia, estudos, o que estudar e em qual hora e etc... Parece chato, paranóico mas não. Com isso você fará mais coisas e terá melhor aproveitamento do tempo. Experimente!!!

6 - Seja realista: não se proponha a fazer o que, lá no fundo, já sabe que não irá conseguir. Veja o que realmente está acontecendo debaixo de seu nariz, não tape o "sol com a peneira".Dê um passo de cada vez. Acumular várias pequenas vitórias ao longo do processo aumenta a auto-estima, a auto-confiança e mantém a motivação necessária para continuar a jornada.Seja realista com seu relacionamento também.

7-Não desperdice sua energia vital: Cuide de sua saúde , marque consulta com ginecoloogista, dentista e em vários profissionais terminados com "ista" heheheh. Cuide de sua auto-estima e não deixe que ninguém te abale. Cuide de sua alma, tenha fé em algo, medite, reflita, estude filosofias de vida, leia e busque o melhor. Cuide de sua alimentação. Pratique esporte.

8- Aprenda a dizer e a receber NÃO: o Não também é resposta. No primeiro momento pode parecer negativo, mas não é de todo, depende do ponto de vista e em qual momento você se encontra, mas de qualquer maneira seja realista em dizer o não e tenha paciência e sabedoria para receber o não.

9- Gratidão!: tenha gratidão pela VIDA, pelos seus pais, pelos seus amigos, pelos seus colegas de trabalho, pelo seu dia...tenha gratidão. O seu coração ficará mais leve, você conseguirá ver a vida com mais naturalidade, sem impecilios. Com a gratidão, relaxamos, dormimos melhor ficamos livres das tensões e do estresse.

10- Feliz Ano novo...independente do ano novo...Sempre 2010,2011,2012 e por ai vai...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Eu não gosto do Natal...

Por Simone P. Cardoso pela metade...

Eu não gosto de Natal, e ia escrever um post falando sobre, e navegando na net encontrei um texto que retrata fielmente o que eu penso a respeito. Não pelo fato de eu ser budista ok?!Mesmo quando era católica nunca concordei porque penso assim...( o que está em vermelho são palavras minhas....)

Não gosto do Natal porque é aquela época em que a solidariedade se transforma numa obrigação, cumprida sem o sentimento que deveria alimentá-la. Por isso, os orfanatos podem se encher de presentes, geralmente velhos e quebrados, e os hospitais podem ver trocado o perfume dos seus corredores e repletas de maçãs as mesinhas de cabeceira dos internos e os asilos podem se encher de netos, reais ou postiços, e lembranças materiais, sem que os gestos sejam filhos da verdadeira solidariedade, aquela que jamais nasce da culpa.

Não gosto do Natal porque é aquela época em que a fraternidade se transforma numa espécie de abertura geral do carnaval seguinte, com luzes fortes, decorações bonitas e mesas belamente compostas. Por isso, a música pode tocar no volume que se quiser, as gargalhadas podem ultrapassar os salões e os cumprimentos podem ser ruidosos, sem que ali estejam irmãos verdadeiros, cujo interesse desinteressado um pelo outro se manifesta sem que se tenha à mão um calendário.

Não gosto do Natal porque é aquela época em que a generosidade se transforma na espera, por vezes ansiosa, do que se vai receber, o que aniquila completamente o espírito do dom. Por isso, é legítimo duvidar que os presentes sejam dádivas, porque desde cedo se aprende a esperar o presente que, no dia seguinte, será posto na rua para a contemplação dos vizinhos, numa concedida auto-invasão de privacidade, numa exibição mórbida das possibilidades financeiras de quem deu e recebeu, numa afirmação cabal de que ter é semelhante a ser.

Não gosto do Natal porque é aquela época em que aqueles que não participam das festas gordas podem ampliar no coração o abismo que separa sua realidade do nada ou pouco ter da realidade do tudo ou quase tudo ter. Por isso, é honesto perguntar se a grande festa da humanidade não foi transformada numa afirmação de que as diferenças não existem e que não devem ser superadas, uma vez que fica a impressão de que toda mesa tem, ignorando-se que umas têm demais, outras têm pouco e outras simplesmente não têm.

Também não gosto do Natal porque, para preservar a minha vida, não devo sair tranqüilo com minha família por ruas, avenidas e estradas, obrigado a me refugiar dos volantes bêbados.
Igualmente não gosto do Natal porque, para preservar a razão, não devo sair pelas manjedouras e convidar todos os pobres para participar do meu banquete, de carnes nobres e bebidas fartas.
Do mesmo modo não gosto do Natal porque, em nome do bom-senso, não devo usar nas festas de famílias a mesma roupa com que vou trabalhar todos os dias.

Não gosto do Natal porque é uma data muito comercial. A maioria das pessoas trocam presentes por obrigação. A falsidade impera em muitos casos, a reunião natalina acaba se tornando hipócrita.

Não gosto do Natal, porque dizem que é o aniversário de Jesus e depois que eu crescri descobri e entendi que não é o aniversário de Cristo (ele nasceu em agosto pelo que pesquisei), e que a religião cristã, pegou a data em que se comemorava as festas pagãs do "Sol Vencedor" passaram referenciar o Natal através da comemoração do nascimento de Jesus Cristo, sem vínculos diretos com as antigas festas pagãs...

Não gosto do Natal, porque para MIM NATAL é todo dia!...Dia que você diz para as pessoas que você as ama, sem ter data especial para isso, dia de você presentear alguém sem interesse, dia de ajudar o próximo (asilos, orfanatos, doações de sangue e medula óssea), etc..., dia de planejar seu mês, dia de se cuidar... Natal para mim = 365 dias por ano. E a festança fica somente como festança.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Alguns segredinhos


Por Simone P. Cardoso

Falar sobre o ex – é o mesmo que embarcar para a guerra do Iraque. Se o seu ex for um canalha e você falar mal dele para o atual, ele vai pensar: - Se fala isso dele, imagine o que ela não vai falar de mim caso não continuarmos juntos. Se o ex for uma pessoa querida da qual você não guarda nenhuma mágoa, você superou a tristeza e dor do pé-na-bunda (se for o caso) não significa que seu atual também tenha. A melhor saída é ficar com a boca fechada para evitar a fadiga.
Sexo – Existem algumas questões sexuais que causam a discórdia na relação; sendo que as que mais causam fadiga, estresse e ciúmes são...tchanannnn - a quantidade de amantes que já teve e a freqüência com que atinge o orgasmo.Quantidade de amantes: não é conveniente revelar a lista de amantes. Nunquinha, nem sob tortura.
Orgasmo – Os homens querem tanto nos satisfazer e às vezes não entendem que não conseguimos ver estrelinhas. E quando a sensação orgástica não chega, o melhor é fingir, é fato – levante a mão quem nunca fingiu um orgasmo.
Ciuminho básico - O ciúme é básico, mas com determinadas pessoas se torna doentio.
Se você seguiu o moçoilo, mexeu no celular, descobriu a senha do e-mail, entre outras coisas, jamais diga a ele. Não é uma boa idéia se transformar em uma espiã russa, isso é um sinal que você está intoxicada, não pelo homem errado, mas sim pelo ciuminho básico que está se tornando um ciuminho semi-doentio.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Garota de Rosa-Shocking brasileira

Por Simone P. Cardoso

Ontem postei sobre o filme A garota de rosa-schoking...Hoje o rosa-schoking não é mais usado, foi substituido pelo Pink que parece remeter a moderno, é uma palavra inglesa e além do mais é uma palavra curta.
Lembrei-me hoje de Geyse Arruda, a universitária hostilizada por usar um vestido rosa-shocking (pink)...e a sua vida daria de certa maneira um filme em melhor estilo comédia romântica.Qualquer semelhança é mera conhecidência...

sábado, 19 de dezembro de 2009

A Garota de Rosa-Shocking - Pretty in pink

Nesse fim de semana lembrei-me do filme A Garota de Rosa-Shocking (1986) do cineata de John Hughes (fui procurar na net o nome do cineasta e maiores detlhes do filme porque não me lembrava, né rsrsrs).Assisti várias vezes...

Em Garota de Rosa-Shocking a ruivinha Molly Ringwald interpretada Andy Walsh, uma estudante de 17 anos quase independente, que mora com o pai desempregado, trabalha em uma loja de discos e que, ao ganhar uma bolsa de estudos, enfrenta a barra de ter que estudar em um colégio freqüentado por alunos, em geral, ricos e fúteis. Seu único amigo na escola é o divertidíssimo Duckie, Phil Dale, interpretado por John Cryer, que tem uma quedinha por Andie, e que junto com Iona, a colega de trabalho de Andie, dão todo o toque de comédia ao filme.

Andie se apaixona pelo rico e popular Blane McDonough (Andrew McCarthy), amigo do vilão Steff, interpretado pelo eterno canalha James Spader, que em vários filmes dos 80 faz o papel do "filhinho-de-papai-yuppie-riquinho-metido-a-besta" que dá em cima de todas as garotas do colégio, namora com a mais popular, e quer de qualquer forma seduzir a garota mais pobre e estranha da turma só para tirar um barato. Como em todos os filmes do John Hughes esses tipos só se dão mal, com Steff não poderia ser diferente. Uma das cenas mais engraçadas e inteligentes do filme é a que Andie dá um fora sensacional em Steff, que ao falar: "Sabe, tenho saído com um monte de garotas desta escola. Não consigo entender o que faz você tão diferente." e ouve de Andie: "Eu tenho bom gosto.". Quer dizer, por ter bom gosto não sairia com ele de forma alguma.

Blane, porém, é totalmente diferente do "amigo" que por várias vezes tenta separá-los. É sensível, honesto, legal, e também se apaixona por Andie, sofrendo somente a pressão da turma por se interessar pela alternativa e completamente maravilhosa Andie.

Depois de um encontro casual na escola Andie e Blane começam a conversar e ele a convida para uma festa na casa de um dos seus amigos. Andie sabia que não seria aceita pelos amigos ricos e superficiais de Blane, mas vai à festa mesmo assim. Depois de ser tratada muito mal pela namorada do Steff, Andie pede para ir embora e Blane tenta levá-la para casa. Ela prefere que ele a deixe na Trax, a loja de discos em que trabalhava, confessando não querer que ele visse a casa onde ela morava. Ao deixá-la em casa, Blane a convida para o baile de formatura. Ela aceita, claro. Inconformado, Steff engana Blane, dizendo ter convidado Andie para o baile e que ela já havia aceitado o convite. Blane deixa o assunto no ar e ao ser questionado sobre o baile por Andie em um dos corredores da escola, diz a ela que já havia convidado outra pessoa. Ela fica perplexa e eles discutem, tirando alunos e professores das salas de aula. Andie vai ao baile com seu amigo Duckie, vestindo o famoso e eterno vestido rosa-shocking, desenhado e feito por ela mesma. No baile, arrependido, depois de perceber o erro que cometera ao dar crédito ao que Steff falava, Blane se e vai embora. Duckie convence Andie a ir atrás de Blane. Do lado de fora do baile os dois fazem as pazes e se beijam, dançando ao som de If You Leave do OMD, um dos momentos mais belos e sensíveis do filme.

Falando em música, a trilha sonora do filme é com certeza uma das melhores dos 80. Tem Smiths, New Order, Echo & the Bunnymen, OMD, Psychdelic Furs, Nick Kershaw, sendo que a maioria das músicas foram gravadas só em single e para o filme, vide Shellshock (segundo o New Order, a banda ficou quase 40 horas trancada no estúdio para fazer essa música, pois já estava na hora de começar o filme). Do New Order, além desta música, que faz parte da trilha original lançada em disco, durante o filme são tocadas também Elegia e Thieves Like Us.

Uma trilha sonora perfeita. Uma história apaixonante.

Trilha Sonora

1. If You Leave - Orchestral Manoeuvres In The Dark
2. Left of Center - Suzanne Vega w/ Joe Jackson
3. Get To Know Ya - Jesse Johnson
4. Do Wot You Do - INXS
5. Pretty In Pink - The Psychedelic Furs
6. Shell-Shock - New Order
7. Round, Round - Belouis Some
8. Wouldn't It Be Good - Danny Hutton Hitters
9. Bring On The Dancing Horses - Echo & The Bunnymen
10. Please Please Please Let Me Get What I Want - The Smiths

Fonte: Busquei muitas informações do filme e encontrei no Projeto Autoban.

domingo, 13 de dezembro de 2009

When Love Takes Over (feat. Kelly Rowland) - Quando o Amor Se Acaba




Esse vídeo é muito bonito, a música é bem dançante. Descobri por acaso navegando no youtube. Segue link para tradução e a letra.
Tenham um excelente domingo, muita animação, paz e muita energia vital para a semana que começa.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Tem alguém ai?

Os livros de Marian Keyes são totalmente viciante. Tenho todos os livros dela, e ontem eu comprei o novo lançamente...Tem alguém ai? Comecei a ler e não tenho vontade de parar...Está um mistério total. As respostas vão surgindo aos poucos, as risadas aos montes.

O livro começa em Dublin(amo essa cidade, saudades...), no lar-doido-lar da familia Walsh, desta vez contando as aventuras de Anna a ex-riponga e quietinha. Só para lembrar quem leu e para avisar quem ainda não leu: Melancia (conta a vida de Claire), Ferias! (Cona a vida de Rachel) e Los Angeles,(Conta a vida de Margareth), vai lembrar dela como a irmã meio riponga e quietona...

Anna Walsh é um desastre ambulante. Ferida fisicamente e emocionalmente destruída, ela passa os dias deitada no sofá da casa de seus pais em Dublin com uma ideia fixa na cabeça: voltar para Nova York, que é onde estão seus melhores amigos, é onde fica o Melhor Emprego do Mundo®, que lhe dá acesso a uma quantidade estonteante de produtos de beleza, mas também, e acima de tudo, é a cidade que representa Aidan, seu marido.Só que nada na vida dela é simples...
Sua volta para Manhattan se torna complicada não só por conta de suas cicatrizes físicas e emocionais, mas também porque Aidan parece ter desaparecido.Será que é hora de Anna tocar sua vida pra frente? Será que ela vai conseguir (tocar a gente sabe que sim; o negócio é pra frente)?Uma série de desencontros, uma revelação estarrecedora, dois recém-nascidos e um casamento muito esquisito talvez ajudem Anna a encontrar algumas respostas. E talvez transformem sua vida... para sempre.

Se preparem para gargalhar sozinhas. Ela é o máximo, com tiradas rápidas e inteligentes...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Super-Mulher


Nas últimas décadas as mulheres deixaram de ter como obrigação apenas o casamento e os filhos e hoje se veem diante da necessidade de ser bem sucedidas no trabalho, poliglotas,pós-graduadas e, claro, lindas, mães e donas-de-casa.Você acorda cedíssimo, toma banho, se maquia, mastiga alguma coisa e corre para o trabalho. Aproveita o caminho para planejar o dia mais que abarrotado que tem pela frente. Vai organizando os milhares de pensamentos: escola do filho, reunião do trabalho, depilação, aniversário de casamento, compras para o jantar, prova no curso de mandarim, pilates, depois ioga, o horário do remédio. Ufa! Espere aí: assim não há supermulher que aguente! E isso é só o começo.No meio do dia ainda tenta encaixar uma conversa educativa com o caçula, que quer porque quer ir para a escola com aquela fantasia do Homem- Aranha. Almoça e fala ao celular ao mesmo tempo, ou seja, come e resolve pepinos de uma só vez. Chega em casa exausta e ouve, como que sobrou das suas energias, a voz do marido: “Você anda muito mal-humorada ultimamente”. E ainda era para chegar cheirosa e sorrindo, cara-pálida?Dorme, aliás, desmaia, e quando vira para o lado, o despertador toca. Nem deu tempo de descansar. E aí começa tudo de novo. Você precisa pensar se o “crime” compensa. “Não vale a pena estar com o cabelo brilhante se a mente está inquieta, infeliz. Não vale a pena pagar a prestação de um apartamento se passa em casa apenas para dormir”, alerta Melissa Lucena,
personal organizer, que ajuda pessoas que não dispõem de tempo suficiente para organizar suas vidas. Pois é, com essa correria em que vivemos, a profissão já ganhou adeptos. Estudo realizado pela Agência de Saúde Pública de Barcelona, na Espanha, publicado na revista Scandinavian Journal of Work, Environment & Health, concluiu que trabalhar mais de 40 horas por semana provoca danos físicos e emocionais, principalmente na maioria das mulheres, que somam o trabalho remunerado a tarefas domésticas. O que acontece é que nas últimas décadas as mulheres deixaram de ter como obrigação apenas o casamento e os filhos e hoje se veem diante da necessidade de ser bem sucedidas no trabalho, poliglotas, pós-graduadas. E, claro, lindas, mães e donas-de-casa. Se, por um lado, a dita emancipação foiimportante para conquistarmos nosso espaço tão almejado na sociedade, por outro, não nos tirou a carga já velha conhecida. “Até meados da década de 50, a mulher só ia à escola até aprender a ler e escrever, depois a vida concluía esse aprendizado, tornando-a uma excelente dona-de-casa.Se antes elas tinham que suportar as maiores humilhações e privações de direitos, hoje chegam à Presidência da República”, conclui a psicóloga Myrian Varallo. “Queremos ser a executiva do século 21, mas ser a esposa, dona-de-casa e mãe igual às nossas. O que é impossível! Haja conflitos e exigências”. A seguir sugestões das profi ssionais para você não explodir.
Seja você e arrase! -Resgate a mulher que existe aí dentro! Não há nada mais atraente do que uma mulher feminina e segura de si.
Não acumule tarefas -Divida a educação de seus filhos, a administração da casa e das finanças com seu parceiro.
Trabalhe no que gosta - Não se deixe engolir pelas exigências cruéis do mercado de trabalho. Às vezes, é preferível ser uma assistente administrativa feliz a uma gerente infeliz.
Desencane das opiniões diferentes -Sua mãe e sua sogra devem ser grandes amigas e aliadas. Mas não tente descobrir jamais o porquê delas não entenderem como você prefere gastar seu dinheiro naquele sapato lindíssimo ao invés de aproveitar aquela oferta do supermercado e fazer um estoque.
Sexo é saúde.Pratique - Quem disse que tudo o que é bom engorda? A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o sexo um dos indicadores para medir o nível de qualidade de vida. Ele alivia tensões, é antidepressivo, estimula a mente e queima calorias (cerca de 300 por hora). Já sabia de tudo isso? Então, não pense duas vezes, assuma o controle de sua vida sexual.
Mãe sim, escrava jamais! -Tente enfraquecer a amizade entre maternidade e culpa. Se você está atendendo as necessidades de seus filhos, não deve sentir-se culpada por realizar seus desejos. Crie um adulto consciente e não um tirano egoísta! Não é para você enlouquecer: é para você ser feliz!

Fonte: http://itodas.uol.com.br

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Sobre homens e mulheres

Queridas (os) Leitores (as),

Esse texto é bem legal. Espero que seja útil tanto para os homens quanto para as mulheres que estão se passando por um monte. Eu vou comentar em vermelho algumas coisas...

"As pessoas não vão querer pisar em você, a menos que você se deite" - Oprah Winfrey

Leia o que Oprah Winfrey tem a dizer sobre os homens (mulheres também...):
-Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe.
-Se ele não te quer, nada pode faze-lo ficar.
-Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
-Permita que sua intuição (ou espírito) te proteja das mágoas.Não guarde mágoas.
- Para de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
-Mais devagar é melhor. Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre o que realmente te faz feliz.E mesmo se encontrar o que te faça feliz dedique sua vida somente a você, se ele estará junto ele fará parte!
-Se uma relação terminar porque o homem não te tratou como você merecia,"foda-se, mande pro inferno, esquece!", vocês não podem "ser amigos". Um amigo não destrataria outro amigo.
-Não conserte.
-Se você sente que ele está te enrolando, provavelmente é porque ele está mesmo. Não continue (a relação) porque você acha que "ela vai melhorar".
-Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando as coisas ainda não estiverem melhores.
-A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
-Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes. Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então,porque ele te trataria diferente?
-Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
-Coloque limites no modo como um homem te trata. Se algo te irritar, faça um escândalo.eu acho se algo te irritar, comunique-se, fale. Homens odeiam escândalo (e a pessoa que vos escreve de vermelho tmbém heehehe)..
-Nunca deixe um homem saber de tudo. Mais tarde ele usará isso contra você.
-Você não pode mudar o comportamento de um homem. A mudança vem de dentro.
-Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você... mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
-Não o torne um semi-deus.
-Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
-Nunca deixe um homem definir quem você é.
-Nunca pegue o homem de alguém emprestado..
-Se ele traiu alguém com você, ele te trairá.
-Um homem vai te tratar do jeito que você permita que ele te trate.
-Todos os homens NÃO são cachorros.Alias cachorros são muito dóceis e fiéis...a frase soaria melhor: NEM todos os homens SÃO canalhas!!!
-Você não deve ser a única a fazer tudo... compromisso é uma via de mão dupla.
-Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações. Não há nada precioso quanto viajar. veja as suas questões antes de um novo relacionamento.
-Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá te completar... uma relação consiste de dois indivíduos completos.. procure alguém que irá te complementar.. não suplementar.
-Namorar é bacana. mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
-Faça-o sentir falta de você algumas vezes... quando um homem sempre sabe que você está lá, e que você está sempre disponível para ele
- ele se acha...
-Nunca se mude para a casa da mãe dele. Nunca seja cúmplice (co-assine) de um homem.
-Não se comprometa completamente com um homem que não te dá tudo o que você precisa. Mantenha o em seu radar, mas conheça outros...Cuidado!
-Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam).você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as escolhas, e outras mulheres se prepararem.
-Dizem que se gasta um minuto para encontrar alguém especial, uma hora para apreciar esse alguém, um dia para amá-lo e uma vida inteira para esquecê-lo.
-O medo de ficar sozinha faz que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas: Dr. Phill
-Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e se um homem te destrata, é ele que vai perder uma coisa boa.-Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único.
-Todos eles estão te olhando, então você tem várias opções. Faça a escolha certa.

Cuidem bem de seus corações...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Quem não se comunica se instrumbica...

Por Simone P. Cardoso

...em vários setores de nossas vidas. A comunicação não é tema a ser abordado somente nos negócios corporativos, mas também em relacionamentos. Falta comunicação.
Já pensaram nisso? A questão é que as pessoas, muitas vezes, não sabem se comunicar, ou tem certo receio de se comunicar claramente com medo de dizer algo errado ou que não agrade o outro. Pare tudo!!!! O outro, não tem bola de cristal ou poderes de X-MAN para ler nossos pensamentos. Fale sem medo, seja clara(o) e objetiva(o). Se comunique! As vezes um relacionamento vai de mal a pior, ou té mesmo fadado ao fracasso por falta de comunicação.

Muitas vezes as pessoas saem na balda em busca de encontro casual, sexo, paixão ou até mesmo amor, mas não conseguem transmitir isso com clareza, ou muitas vezes nem transmitem nada. Isso gera expectativas e frustrações.

Depois que passei a me comunicar claramente, tudo mudou. Experimente você também.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

MuCO - Museu da Corrupção

Aqui é um blog especifico com uma pitada de variedades....Leiam, analisem e visitem...

"No dia em que se comemoram os 509 anos do descobrimento do Brasil e em que a farra das passagens aéreas no Congresso ganha as manchetes do noticiário, o Diário do Comércio inaugura o seu Museu da Corrupção on-line, um espaço de exibição e reflexão sobre os escândalos que marcaram a história do País. Num primeiro momento, o site vai tratar do período entre a década de 1970 e os dias atuais. A proposta, porém, é recuar década a década, século a século, até os tempos coloniais. Afinal, não seria exagero afirmar que a corrupção nasceu quase em seguida ao descobrimento".


O texto acimaapresenta o MUCO, Museu da Corrupção. A mioria dos brasileiros tem memória curta, é como a Dolly a peixinha amiga do Nemo (Procurando Nemo). Dê uma voltinha pelas alas desse museu e tire a poeira de sua memória em relação aos tantos escândalos políticos da história brasileira. Depois que esse museo foi criado, tem tantos escândalos extras, que mais alas precisam ser abertas...

Recomendo este site (Museu da Corrupção)para visitação!!! Por todos que lutam por um país mais justo e sem corrupção.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Plágio na Blogosfera

Ontem fiquei muito indignada ao saber que a minha amiga blogueira Laély e também de outros blogues foram plaguiadas e copiadas no maior descaso e cara de pau...Se quer copiar, peça ao menos autorização ou cite o blog, assim há promoção dos blogs, tudo fica as claras.
Hoje o blog MAU CARÁTER está aberto apenas para convidados...Com certeza, viu que todos estão denunciando...

OBS.: Todos os meus textos tem registro no EDA, e os textos que não são meus eu cito quem escreveu e o site que copiei, dandos os devidos créditos.

Pesquisando na internet sobre esse tipo de Vilão virtual encontrei dois blog beeeeem interessante que esplicam e instruem!POrtanto leitores e leitoras blogueiros (as), vamos nos unir!
Cliquem nos links, leiam e se informem!

Sobre Plágio e blogueiros parasitas

Campanha em prol da originalidade na blogosfera brasileira

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Círculo vicioso

Por Stella Florence

Ele pede para voltar para a sua vida e jura que irá te tratar melhor. E você, que é uma idiota apaixonada (o que a torna ainda mais idiota), aceita.
Você diz: chega, ficamos por aqui, acabou, eu não mereço esse tipo de tratamento, não aceito, não quero, fim. E, apesar de estar apaixonada, consegue manter a decisão por uma semana. Enquanto isso, ele liga, ele escreve, ele vai até a porta da sua casa como um Stanley Kowalski, ele diz que você tem de ouvi-lo, que você não está levando em conta seus sentimentos, pede para voltar para a sua vida e jura que irá te tratar melhor.

E você, que é uma idiota apaixonada (o que a torna ainda mais idiota), amolece, abre a guarda, deita a cabeça no ombro dele e fecha os olhos. Desse modo, ele volta para sua vida.

Estamos num domingo, uma hora da manhã e ele ainda não chegou a sua casa. Ele teve de parar no petshop para comprar ração para o cachorro, teve de parar numa festa para fazer uma social, teve de parar na casa do tio para resolver uma questão familiar, teve de ajudar um amigo com a moto quebrada. Enquanto isso, você espera. A casa já foi varrida, o vinho já foi comprado, os lençóis já foram trocados, a maquiagem já foi delineada, o CD já foi escolhido, a toalha dele, limpa e fresca, já está pendurada no banheiro. E você continua esperando.

Quarenta minutos depois, ele toca a campainha. Você abre a porta e ele te abraça já meio bêbado de cerveja, mesmo sabendo que você havia comprado vinho. Ele não fez a barba, mesmo sabendo que sua pele é delicada. Ele veio cansado e com sono, mesmo sabendo que você está com saudade e tesão. Ele sabe que você é flexível e testa a envergadura do seu caule: até onde você aguenta sem se quebrar?

Para você, ele é VIP: very important person. Para ele, você é outro tipo de VIP: very insignificant person.

Então você diz: chega, ficamos por aqui, acabou, eu não mereço esse tipo de tratamento, não aceito, não quero, fim. E, apesar de estar apaixonada, consegue manter a decisão por uma semana. Enquanto isso ele liga, ele escreve, ele vai até a porta da sua casa como um Stanley Kowalski, ele diz que você tem de ouvi-lo, que você não está levando em conta seus sentimentos, pede para voltar para a sua vida e jura que irá te tratar melhor.

E você, que é uma idiota apaixonada (o que a torna ainda mais idiota) amolece, abre a guarda, deita a cabeça no ombro dele e fecha os olhos.

Ele voltou para sua vida, de novo. Resta saber até quando.

Fonte:http://itodas.uol.com.br

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Origem do Dia Mundial de Luta Contra a Aids

Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi criado para relembrar o combate à doença e despertar nas pessoas a consciência da necessidade da prevenção, aumentar a compreensão sobre a síndrome e reforçar a tolerância e a compaixão às pessoas infectadas.

Foi a Assembléia Mundial de Saúde, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que instituiu a data de 1º de dezembro. A decisão foi tomada em outubro de 1987. No Brasil, a data passou a ser comemorada a partir de 1988, por decisão do Ministro da Saúde.

A cada ano, diferentes temas são abordados, destacando importantes questões relacionadas à doença.

Fonte: http://saude.terra.com.brO teste é simples: em apenas alguns instantes, um furinho na lateral do dedo e duas gotas de sangue é possível saber se a pessoa está infectada com o vírus HIV, a AIDS.Momentos de tensão que duram pouco mais de 15 minutos. Tempo necessário para que o resultado do chamado teste rápido seja obtido. No CEDIP (Centro Especializado de Doenças Infecto-parasitárias) o exame é feito todas às quintas-feiras, e é de graça. Porém durante esta semana o atendimento está sendo feito todos os dias, até sexta-feira. Isso porque hoje é realizado em todo o mundo o Dia de Luta contra a AIDS.

sábado, 28 de novembro de 2009

O evangelho segundo Jesus Cristo

Estou lendo:

O livro O evangelho segundo Jesus Cristo do escritor português José Saramago é uma experiência literária imperdível. Publicado em 1991, o livro tornou-se um dos mais polêmicos da carreira do escritor. E também um dos mais vendidos. Por causa dele, Saramago foi duramente criticado e até considerado sacrílego, mas isso apenas confirmou que sua obra mexe com o leitor.

Quem imagina encontrar apenas crítica à religião está muito enganado. É uma obra que põe em dúvida não só a sacralização da história bíblica, mas também a sacralização científica. A própria linguagem mais próxima da falada (como se fosse um diálogo) já é uma diferenciação da linguagem sagrada das escrituras. Não se trata, entretanto, de um livro realista e sim de uma tentativa de contar uma história de um ponto de vista humano. Para isso, o foco do livro é um Jesus humanizado.

Todo o primeiro capítulo do livro é uma descrição detalhada de uma gravura medieval que representa a cena da Paixão de Jesus Cristo. De forma abrupta, o leitor é, então, lançado à narração de uma história. A vida de Cristo é contada. O leitor está diante, então, de uma nova versão do mesmo acontecimento com os mesmos personagens. E esses acontecimentos são vistos à luz do presente e preenchido de realidade humana.

"... A barriga de Maria crescia sem pressa, tiveram de passar-se semanas e meses antes que se percebesse às claras o seu estado, e, não sendo ela de dar-se muito com as vizinhas, por tão modesta e discreta ser, a surpresa foi geral nas redondezas..."

A humanização de Jesus Cristo é construída ao longo do texto também pela omissão dos episódios biográficos em que ele foi descrito como ser eleito, capaz de dar vida. Até o desfecho da história marca essa humanidade: a narração termina com a morte de Jesus, ele não a supera como na história tradicional.

Mas tudo é história e o narrador tem consciência que sua narrativa é "uma memória inventiva" e que "tudo é o que dissermos que foi". É a ironia revelada não só no distanciamento em relação ao passado como também no pacto que ele faz com seu leitor ao longo do texto. Então, se você topar o pacto com Saramago, com certeza terá uma ótima e inesquecível leitura.

Esta perspectiva, de humanização de Cristo, distante da representação tradicional do Evangelho e evidenciando o seu caráter frágil e vulnerável, levou a que o livro fosse considerado blasfemo por muitos, entre eles o então Sub-Secretário de Estado adjunto da Cultura, Sousa Lara, que o vetou de uma lista de romances portugueses candidatos a um prémio literário europeu. Em reação a este ato, que considerou censório, Saramago abandonou Portugal, passando a residir, onde permanece até hoje, na ilha de Lanzarote, Ilhas Canárias.

Fonte: www.sitedeliteratura.cjb.net


Essa música é muuuito antiga... Tenho mania de de fazer trilha sonora para os livros que eu leio, coisa de maluco eheheh...e divido com vocês!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Um Lugar Chamado Notting Hill Um Lugar Chamado Notting Hill



Esse filme é uma graça! Eu adoro. Hoj depois d eum dia de aventura, cheguei em casa e estava passando esse filme. Perdi a conta de quantas vezes assisti. è muito fooooofo.

Uma comédia romântica irresistível e que deve muito disso à química entre Julia Roberts e Hugh Grant. Ele faz William Thacker, o dono de livraria no bairro londrino de Notting Hill, que esbarra em Anna Scott (Julia Roberts), uma atriz famosa, dando-lhe um banho de suco de laranja. Para remediar, ele a leva para sua casa para que possa limpar sua roupa. Os ferinos tablóides ingleses descobrem a história e vão atrás do casal. A vida pacata do dono da livraria do bairro chamado Notting Hill nunca mais será a mesma.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Algumas fotos e suas histórias

Foto tirada do Arpoador com vista parcial Arpoador/Ipanema.
Caminhando a tarde no Rio de Janeiro resolvi pegar minha máquinha fotografica. Fotografia é uma grande paixão, um hobby! Uma delícia.
Praia do Diabo entre o Forte de Copacabana e o Arpoador.
Amo muito tudo isso!

Adorei esse cacto, com uma pequena parte da Praia do Diabo e o Pão-de-Açúcar no fundo.

Casal de Surfistas - Praia do Diabo
Eu estava no Arpoador, vi um casal de surfistas românticos chegarem do mar com suas pranchas embaixo do mar. Ele carinhosamente ajeita o cabelo dela atrás da orelha e senta. Logo em seguida ela senta do lado dele. Fotografei o amor de ambos, inclusive o amor pelo mar.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O segredo das mulheres no banheiro...

"O grande segredo de todas as mulheres com relação aos banheiros é que quando pequenas, quem as levava ao banheiro era sua mãe. Ela ensinava a limpar o assento com papel higiênico e cuidadosamente colocava tiras de papel no perímetro do vaso e instruía:
"Nunca, nunca sente em um banheiro público" E, em seguida, mostrava "a posição", que consiste em se equilibrar sobre o vaso numa posição de sentar sem que, no entanto, o corpo não entre em contato com o vaso."
"A Posição" é uma das primeiras lições de vida de uma menina, super importante e necessária, e irá nos acompanhar por toda a vida. No entanto, ainda hoje, em nossa vida adulta, "a posição" é dolorosamente difícil de manter quando a bexiga está estourando. Quando você TEM que ir ao banheiro público, você encontra uma fila de mulheres, que faz você pensar que o Brad Pitt deve estar lá dentro. Você se resigna e espera, sorrindo para as outras mulheres que também estão com braços e pernas cruzados na posição oficial de "estou me mijando". Finalmente chega a sua vez, isso, se não entrar a típica mamãe com a menina que não pode mais se segurar. Você, então verifica cada cubículo por baixo da porta para ver se há pernas. Todos estão ocupados. Finalmente, um se abre e você se lança em sua direção quase puxando a pessoa que está saindo. Você entra e percebe que o trinco não funciona (nunca funciona); não importa... você pendura a bolsa no gancho que há na porta e se não há gancho (quase nunca há gancho), você inspeciona a área.. o chão está cheio de líquidos não identificados e você não se atreve a deixar a bolsa ali, então você a pendura no pescoço enquanto observa como ela balança sob o teu corpo, sem contar que você é quase decapitada pela alça porque a bolsa está cheia de bugigangas que você foi enfiando lá dentro, a maioria das quais você não usa, mas que você guarda porque nunca se sabe... Mas, voltando à porta... Como não tinha trinco, a única opção é segurá-la com uma mão, enquanto, com a outra, abaixa a calcinha com um puxão e se coloca "na posição".
Alívio...... AAhhhhhh.....finalmente... Aí é quando os teus músculos começam a tremer ... Porque você está suspensa no ar, com as pernas flexionadas e a calcinha cortando a circulação das pernas, o braço fazendo força contra a porta e uma bolsa de 5 kg pendurada no pescoço. Você adoraria sentar, mas não teve tempo de limpar o assento nem de cobrir o vaso com papel higiênico. No fundo, você acredita que nada vai acontecer, mas a voz de tua mãe ecoa na tua cabeça "jamais sente em um banheiro público!!!" e, assim, você mantém "a posição" com o tremor nas pernas... E, por um erro de cálculo na distância, um jato finíssimo salpica na tua própria bunda e molha até tuas meias!! Por sorte, não molha os sapatos. Adotar "a posição" requer grande concentração. Para tirar essa desgraça da cabeça, você procura o rolo de papel higiênico, maaassss, puuuuta que o pariuuuu...! O rolo está vazio...! (sempre) Então você pede aos céus para que, nos 5kg de bugigangas que você carrega na bolsa, haja pelo menos um miserável lenço de papel. Mas, para procurar na bolsa, você tem que soltar a porta. Você pensa por um momento, mas não há opção... E, assim que você solta a porta, alguém a empurra e você tem que freiá-la com um movimento rápido e brusco enquanto grita OCUPAAADOOOO!!!
Aí, você considera que todas as mulheres esperando lá fora ouviram o recado e você pode soltar a porta sem medo, pois ninguém tentará abrí-la novamente (nisso, as mulheres, nos respeitamos muito) e você pode procurar teu lenço sem angústia. Você gostaria de usar todos, mas quão valiosos são em casos similares e você guarda um, por via das dúvidas. Você então começa a contar os segundos que faltam para você sair dali, suando porque você está vestindo o casaco já que não há gancho na porta ou cabide para pendurá-lo. É incrível o calor que faz nestes lugares tão pequenos e nessa posição de força que parece que as coxas e panturrilhas vão explodir. Sem falar da porrada que você levou da porta, a dor na nuca pela alça da bolsa, o suor que corre da testa, as pernas salpicadas... A lembrança de tua mãe, que estaria morrendo de vergonha se te visse assim, porque sua bunda nunca tocou o vaso de um banheiro público, porque, francamente, "você não sabe que doenças você pode pegar ali" ... você está exausta.
Ao ficar de pé você não sente mais as pernas. Você acomoda a roupa rapidíssimo e tira a alça da bolsa por cima da cabeça!... Você, então, vai à pia lavar as mãos. Está tudo cheio de água, então você não pode soltar a bolsa nem por um segundo. Você a pendura em um ombro, e não sabendo como funciona a torneira automática, você a toca até que consegue fazer sair um filete de água fresca e estende a mão em busca de sabão. Você se lava na posição de corcunda de notredame para não deixar a bolsa escorregar para baixo do filete de água... O secador, você nem usa. É um traste inútil, então você seca as mãos na roupa porque nem pensar usar o último lenço de papel que sobrou na bolsa para isso. Você então sai. Sorte se um pedaço de papel higiênico não tiver grudado no sapato e você sair arrastando-o, ou pior, a saia levantada, presa na meia-calça, que você teve que levantar à velocidade da luz, e te deixou com a bunda à mostra! Nesse momento, você vê o teu carinha que entrou e saiu do banheiro masculino e ainda teve tempo de sobra para ler um livro enquanto esperava por você.
"Por que você demorou tanto?" pergunta o idiota. Você se limita a responder "A fila estava enorme" E esta é a razão porque nós, as mulheres, vamos ao banheiro em grupo. Por solidariedade, já que uma segura a tua bolsa e o casaco, a outra segura a porta e assim fica muito mais simples e rápido já que você só tem que se concentrar em manter "a posição" e a dignidade. Obrigada a todas as amigas que já me acompanharam ao banheiro.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Marilyn Monroe era morena...

Queridos leitores,

Segue momento curiosidade...

A loira mais famosa e cheia de charme de todos os tempos, Marilyn Monroe, pasmem, era morena, e se chamava Norma Jean Baker. Ela começou a oxigenar os cabelos ainda no início da carreira, quando percebeu que garotas loiras eram mais procuradas por produtores durante as escalações de elenco. Mesmo com a fama, Marilyn nunca conseguiu se livrar do estereótipo. A atriz morreu em 5 de agosto de 1962, aos 36 anos. Um dos mitos atribuídos a ela diz que Marilyn tinha o hábito de oxigenar também os pelos pubianos. “Se é para ser loira em cima, também é preciso ser loira embaixo”.

Marylin Monroe (1926-1962)

A deusa máxima das telas e um icone do século XX, seu nome verdadeiro era Norma Jean Mortenson. Era filha de mãe solteira e instável, e foi criada em orfanatos. Casou-se, trabalhou em uma fábrica de munições, posou como Pin-up, fez teste no cinema, foi contratada para alguns papéis pequenos e dispensada ple Twentieth Century Fox antes de completar 20 anos. Lutou em divérsos estudios com papéis pequenos antes de deixar uma marca em The Asphalt Jungle (50) e sua sexualidade voluptuosa e instintos de comediante fizeram-na subir de forma meteórica, atingindo a sua apoteose como loira fatal em Os Homens Preferem as Loiras (53). Muitos de seus filmes posteriores foram banais, mas seu impacto era espetacular. Está adorável como a inocente garota de O Pecado Mora ao Lado (55) a cantora impetuosamente cortejada de Bus Stop (56), a cantora Sugar em Quanto Mais Quente Melhor(59) e a triste divorciada de Os Desajustados (61), curiósamente o seu último filme e tambem de Gable e Clift. Seu segundo marido foi o heroi do beisebol Joe Dimaggio, o terceiro o dramaturgo Arthur Miller e entre os seus amantes estão o presidente John Kennedy e supostamente o seu irmão Robert. Sua morte por overdose de barbituricos, pareceu ser a consequencia inevitável para uma vida infeliz e assegurou que perdurasse uma lenda por muito mais tempo do que qualquer outra estrela de Hollywood.


domingo, 15 de novembro de 2009

Veja dez filmes que podem ajudar seu desenvolvimento de carreira


Procurar um boa sessão, comprar a pipoca, sentar-se, trocar de cadeira quando alguém de dois metros senta-se à sua frente, desligar o celular, fazer "shiiiiiiii" para os tagarelas do seu lado quando a história começa. Como ida ao cinema pode ajudar a sua carreira? Estimulando-o a se desenvolver e a enfrentar obstáculos, com bons exemplos, responde a psicóloga e headhunter ("caçadora de talentos") Stefania Lins Giannoni.

Além de ampliar o repertório cultural, filmes podem ajudar o profissional a refletir sobre o que acontece no cotidiano das empresas -- ou na busca por um trabalho. A pscóloga costuma lançar mão de pequenos trechos de enredos cinetográficos nos treinamentos que faz em organizações. "Não é ver por diversão. É refletir sobre a mensagem e pensar no que você pode fazer a partir disso", explica.

Para começar, a especialista indica dez filmes de sucesso, com a indicação das mensagens de desenvolvimento de carreira que estão por trás dessas grandes bilherias -- bastante acessíveis aos espectadores "corporativos". "Não é porque é Hollywood que não tem uma 'lição'. Essa mensagem pode vir de algo muito simples", explica Stefania.

Mas como concretizar a reflexão, transformando-a em estímulo profissional? É preciso tentar fazer uma relação do enredo com o dia a dia, estabelecer um objetivo e desenvolver um pequeno plano de ação, com estratégias para alcançar o que você quer. Por isso, é melhor esquecer as companhias e ver o filme melhor sozinho, concentrado. Vale, por isso, assistir de novo a filmes já vistos.

"Não é porque eu já assisti ao filme 'A Vida é Bela' que eu me tornei um profissional competente", diz a headhunter. Nesse filme, por exemplo, a preocupação com o outro fica em evidência. "Hoje é extremamente valorizado o profissional que se preocupa com os demais, seja ele seu colega de trabalho, seja seu cliente. Esse olhar para o outro acarreta melhora nos relacionamentos e no trabalho em equipe. Esse é um dos pontos que podem ser trabalhados pelo profissional", indica. Então, bom filme para você. E bom trabalho.

1 - O ator Eddie Murphy, em cena de "A Creche do Papai". Filme aborda a capacidade empreendedora: os profissionais devem ser capazes de encontrar novos caminhos, imaginar, planejar e colocar em ação

2 - À Procura da Felicidade", protagonizado por Will Smith, trata da força para driblar as adversidades. Acredite no seu potencial e transforme os obstáculos em oportunidades de crescimento

3 - Os atores Robert De Niro e Cuba Gooding Jr. em cena do filme "Homens de Honra", de George Tillman Jr. Mostra que pessoas determinadas não esperam as condições melhorarem para ir atrás de seus objetivos

4 - Os atores Clint Eastwood e Hillary Swank, em "Menina de Ouro", dirigido por Eastwood. Obra mostra que a motivação das pessoas está diretamente ligada aos seus objetivos na vida. Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve

5 - "Náufrago", de Robert Zemeckis, protagonizado por Tom Hanks. O profissional deve desenvolver sua capacidade de resolver problemas de forma inovadora. É preciso criar caminhos para os desafios do dia a dia das empresas

6 - O ator Robin Williams em cena do filme "Patch Adams", que aborda o amor pelo trabalho. A headhunter diz que todo profissional que gosta do que faz tem mais chance de alcançar o sucesso. "As pessoas percebem isso, o que gera um sentimento de confiança e credibilidade"

7 - Cuba Gooding Jr. e Ed Harris em "Meu Nome é Rádio". A mensagem do filme, para a headhunter, é a de que nossas deficiências podem ser minimizadas quando aceitas pelos outros -- e por nós mesmos

8 - Roberto Benigni, em cena do filme "A Vida é Bela", que discute a preocupação com o outro. Esse olhar para o outro acarreta sintonia e melhora nos relacionamentos e no trabalho em equipe, diz a headhunter Stefania Giannoni

9 - Adrien Brody, em cena de "O Pianista", filme de Roman Polanski. O enredo, segundo a especialista, sugere que temos que ter clareza de nossas habilidades para poder desenvolvê-las. Esse pode ser um diferencial de competitividade

10 - Trecho da obra "A Fuga das Galinhas", animação que fala da capacidade de criar um plano de ação com objetivos claros e estratégias para alcançá-los.


Fonte: www.uol.com.br

sábado, 14 de novembro de 2009

Manda quem pode! Obedece quem tem juizo.


Recebi de uma amiga por e-mail. Achei engraçado...Segue para o fim de semana.

Um chefe de departamento, bem chato, achando que seus subordinados não estavam mais respeitando sua liderança, resolveu colocar a seguinte placa na porta de seu escritório:

"AQUI QUEM MANDA SOU EU!"
Ao voltar de uma reunião, encontrou um bilhete junto à placa:
"SUA ESPOSA LIGOU E DISSE QUE É PARA O SENHOR LEVAR A PLACA DELA DE VOLTA".

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Girassóis

Por Simone Cardoso

Hoje eu quero falar dos girassóis. Me deu uma vontade louuuuca. Escolhi algumas imagens relaxantes e lindas (na minha concepção). Esse é um post também em homenagem a minha amiga e atriz Eloah Pimenta.
Os girassóis são plantas originárias das América do Norte e Central, cultivada pelos povos indígenas para alimentação, foram domesticadas por volta do ano1000 a.C.

Eu amooo sementes de girassol crua misturadas na salada. É tudo de bom. Experimentem (antes de fazer essa cara que sei que estão fazendo hehehe e parem de pensar: - é comida de passarinho!). É rico em vitaminas e é uma delicia. A venda em loja de produtos naturais.

Alguns mitos e crendice sobre o girassol:

O girassol é uma flor simbólica que significa fama, sucesso, sorte e felicidade.
Na Hungria, acredita-se que a semente do girassol cura infertilidade, e sementes colocadas na beira da janela, em uma casa onde exista uma mulher grávida, o filho será homem
Na Espanha, para se ter sorte são necessários onze girassóis.

A flor pode ser considerado a planta-símbolo do Novo Milênio.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Flashdance e minha infância



Gente, navegando pelo Youtube de madrugada e lá pelas tantas....olhem só o que eu encontrei...é da "época do onça" ahaahah. Mas é bem legal. Matei a saudades e me lembrei da época que era criança. Pedia para a minha mãe polainas e colant, colocava a música no último volume e brincava de dançar como ela. Ficava estressada porque não dançava como a protagonista do filme.
Bem, deixei as polainas de lado e fui jogar handbol...jogava MUITO, era federada e tudo, até que um problema no joelho me fez a força deixar o handbol de lado. Depois fui para o judô (sou faixa verde...ou era...)hoje corro na praia e ando de bike na orla da praia....e dançar? Ainda danço, mas conforme a música, na balada, casamento e por ai vai, mas somente na animação!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Cartomante e relacionamentos

Por Simone Cardoso

Atire a primeia pedra quem nunca foi a uma cartomante!Sim, já fui a título de curiosidade; mas não fiz das revelações dela o norte da minha vida.
Existem pessoas que para irem passear na cidade mais próxima sempre vão"tirar as cartas". Mas na maioria das vezes as pessoas procuram as cartomantes para saber do futuro, especialmente no quesito relacionamentos.
99% das pessoas deixam que a cartomante façam as "melhores" escolhas, pois de certa maneira são covardes o suficiente para não terem coragem de tomar rumo de suas vidas sozinhas, ou seja, se conformam com que as "cartas dizem" e vão empurrando a vida com a barriga...Se quer saber os porquês de sua vida no presente...olhe SUAS AÇÕES no passado, se quer saber como serár seu futuro, olhe SUAS AÇÕES no presente. A sua vida é formada e feita por suas ESCOLHAS. Sempre!
Vi uma vez uma cinquentona solteirona dizer em um Globo Reporter qualquer: - Eu nunca me casei...já fui noiva várias vezes, mas sempre acabava com o noivado. E a reporter pergunta: - Mas o que a fez desistir dos casamentos?
Ela: -E que em todas as cartomantes que eu fui, elas sempre me diziam que eu iria me casar com um estrangeiro...
Quando eu fui, ela me disse a mesma coisa...e todas as mulheres que conheço e que já se consultaram com uma cartomante o que todas dizem em unanimidade é:
- Você vai se casar com um estrangeiro
- Você não está com o rapaz que você gosta porque tem trabalho...
E pior...tem gente que acredita...Acreditem em vocês mesmos, cuidem de suas vidas. Não deixe a responsabilidade de suas vidas em forças do além. Vocês tem suas escolhas!
Boa sorte em tudo o que forem fazer.

sábado, 7 de novembro de 2009

Férias - Marian Keyes

Ok. Ok. Sou uma viciada nos livros de Maryan Keyes - Confesso. Mas quando você lê o primeiro, você quer ler mais, e mais...o livro acaba e você fica pensando no livro ehehehe

Férias - 2004 - Eu chorava literalmente de tanto rir, isso no metrô de São Paulo com muitas pessoas me olhando e acho que pensando : " Essa deve estar louca"!! trata-se de uma autobiografia da autora. A história é narrada por Rachel, uma mulher viciada em cocaína e álcool que acaba de perder o namorado e infelizmente quase perde a vida por causa do consumo de drogas. Conseqüentemente, ela começa a se destruir aos poucos. Em seguida, depois de quase morrer de uma overdose de antidepressivos, toma uma decisão séria e resolve abandonar a glamourosa cidade de Nova Iorque e volta para a casa de sua família na Irlanda do Sul. Chegando lá, interna-se numa clínica a fim de se livrar de uma vez por todas de seu vício e, aos poucos, tenta reconquistar o namorado e reconstruir a vida. Com muito bom humor, a narradora Rachel caçoa de seus próprios problemas, percebe que chegou ao fundo do poço, junta forças para tomar uma decisão e consegue dar a volta por cima. Por fim, Rachel recobra sua auto-estima e encontra a redenção pessoal justamente como ocorreu com Marian Keyes.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Planeta Água

Por Simone Cardoso

Hoje no Rio foi um verdadeiro matadouro para uma pessoa que não gosta de calor. Você fica encharcada de suor na sombra. Eu não gosto de calor. O que eu estou fazendo aqui então? Escolhas...e o calor fica como mero coadjuvante.
A chuva é essencial para as plantas e as pessoas, refresca, rejuvensce, encanta, faz exalar o cheirinho de terra, que é indescritivél. Mesmo nas grandes cidades esse cheirinho se pode sentir.
A água é algo tão gostoso, mas tão gostoso, que as vezes penso: - Se existisse sereia, queria ser uma, para viver na imensidão do mar, como se flutuasse com aquelas vidas tão exóticas que há na imensidão dos oceanos.
Mergulhar no mar, mergulhar nas profundezas da vida, mergulhar nas pro fundezas dos sentimentos e também na sua sabedoria interior, extraindo o que há de melhor em você!
Eu amoooooo melancia. Suco de melancia com água de coco então é quase um extase. Indescritivél. Experimentem! Vale a pena!
Sejam imensamente felizes, vivam seus sentimentos, emoções e suas VIDAS! Aproveitem a vida e determinem serem felizes não obstante o que aconteça, pois vocês merecem. Sejam vencedores em tudo o que forem fazer - inclusive com o coração!!!
Boa sorte.
Tenham um excelente fim de semana,
Simone

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Sobre príncipes e sapos

Crescemos esperando que ele chegasse num cavalo branco, pronto para nos libertar dessa vida que julgamos sem muita graça, porque não temos a boca da Angelina Jolie, os peitos da Pamela Anderson, os olhos da Mel Lisboa e a bunda da Juliana Paes.

Durante essa demorada espera, encontramos os também famosos ‘sapos’. São os caras que não nos interessam muito e, geralmente, acabam virando aqueles colegas de balada, ou um amigo de todas as horas. Se tivermos sorte, encontraremos muitos desses vida afora.

O problema são os ‘cafagestes disfarçados de príncipes’. Qualquer mulher, que tenha se atracado com um, entende o que pretendo explicar. O cara te beija e faz sexo como ninguém, te leva para passear (mas só à noite), te liga umas 3 vezes por semana. Com o passar do tempo o celular está sempre desligado, anda sempre com uma desculpa esfarrapada, dá ‘perdidos’ e quando você se dá conta ele te trocou por outra (e para piorar eles namoram firme!). Geralmente mais nova, mais magra, mais gostosa, mais loira ou, para te matar de vez, mais baranga. Isso é o fim!

Afinal, relacionamento dá trabalho e não estamos no clima. Então, sabiamente, damos outras chances para as baladas. E é numa dessas que a vida pode nos sorrir outra vez, ou pela primeira vez, realmente. Pegamos, e pegamos bem, aquele garoto que já estamos a fim há algum tempo. Então começamos a sair e aos poucos vamos nos conhecendo, viramos amigos e tudo parece estar indo muito bem, mesmo que não esperemos muita coisa dessa relação. Isso porque já veio alguém e disse horrores sobre ele. Nosso primeiro pensamento foi pular fora, mas de vez em quando somos teimosas e queremos pagar para ver. Então, sem dar ouvidos, seguimos em frente. Sem contar que também já foram falar para ele sobre nosso passado e nem desconfiávamos. Quando descobrimos, ele nem deu trela!

Com o tempo, nos descobrimos totalmente apaixonadas e num dia como qualquer outro, você escuta o tão esperado: ‘Vamos namorar?’. Nas atitudes dele percebemos que o bendito príncipe encantado está bem debaixo dos nossos narizes, ele realmente não mede esforços para vê-la feliz, ofende-se quando alguém fala mal de você, preocupa-se com o seu futuro, te lembra da dieta que você ‘precisa’ seguir, faz questão de que você esteja sempre com seus amigos, conversa sobre as divergências ao invés de brigar, não se preocupa com uma ou outra dobrinha a mais, aceita suas manhas, te integra na família dele, deixa você dormir por tempo indeterminado na sua folga, te beija como ninguém e faz sexo com vontade, desejo, carinho e paixão.

E ele é apenas um cara de verdade (mas não é sapo), que também quer ser amado, que ri, que chora, que anda a pé. E o adoramos de qualquer maneira. Pois ele muda nossa vida de um jeito que nenhuma outra pessoa conseguirá. E voltamos a ter fé em relacionamentos, rezando para que depois da meia-noite ele não se transforme em.

Autora: Michelle Vargas

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Conheça os 50 lugares mais românticos do mundo


Patmos - Grécia

A revista Travel + Leisure divulgou uma lista dos 50 lugares mais românticos do mundo. Há muito lugar para o sonho - e para a polêmica. Com efeito, se a escolha do percurso Veneza-Paris no Orient Express é indiscutível, custa entender que não estejam na lista cidades como Paris ou Praga, ou a Costa Amalfitana. Não há nenhum local brasileiro - será que a T&L conhece as pousadas do Nordeste, Ilhabela (SP) ou a região de Petrópolis (RJ)? E há, ainda, destinos que custa entender por que estão numa lista que preza o romantismo: o Deserto do Atacama, no Chile...

Confira a lista completa:

1) Fez, Marrocos
2) Nova York, EUA
3) Ilha Whidbey, Washington, EUA
4) Napa Valley, EUA
5) Chassignolles, França
6) Telluride, França
7) Savannah, EUA
8) Granada, Espanha
9) Vico Equense, Itália
10) Bora-Bora, Polinésia Francesa
11) Istambul, Turquia
12) Hobart, Tasmânia, Austrália
13) Bali, Indonésia
14) Los Cabos, México
15) Kerala, Índia
16) Nova Escócia, Canadá
17) Patmos, Grécia
18) Miami Beach, EUA
19) Grenada, Caribe
20) San Camp, Botsuana
21) Norte da Califórnia, EUA
22) Honolulu, EUA
23) Vale de Colchagua, Chile
24) Bar Harbor, Maine, EUA
25) Las Brisas, México
26) Maui, Havaí, EUA
27) Palm Springs, EUA
28) Vancouver Island, Canadá
29) Woodstock, Vermont, EUA
30) Osa Peninsula, Costa Rica
31) St. Petersburg, Rússia
32) Antígua
33) Sedona, EUA
34) Negril, Jamaica
35) Nelamangala, Índia
36) Cabarete, República Dominicana
37) Buenos Aires, Argentina
38) Costa Oeste da Irlanda
39) Mendoza, Argentina
40) Deserto do Atacama, Chile
41) Hoi An, Vietnã
42) Balapitiya, Sri Lanka
43) Ilha Krabi, Tailândia
44) Helsinque, Finlândia
45) Wolwedans Dunes Lodge, Namíbia
46) Fiji
47) Courchevel, França
48) Essaouira, Marrocos
49) Veneza para Paris no Expresso do Oriente
50) Província de Yunnan, China

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Faça o que tiver vontade

Por Simone Cardoso

Queridos (as) Leitores(as),

Estou com muita correria, escrevendo um livro e estou viajando na estória, estudando para o concurso de diplomacia do ano que vem, trabalhando muito das 07:30 as 17:00 de segunda a sexta...Hoje, resolvi colocoar algumas coisas sem um cronograma ou uma ordem...
Sempre tive vontade de fazer a Rota 66 que cruza os Estados Unidos de ponta a ponta.O Marco-Zero da Rota 66 fica em Chicago e termina em Los Angeles. Cabelos ao vento. Num cadilac vermelho conversivél, com uma play-list maravilhosa tocando, com uma máquina fotográfica à disposição.
Amo água, adoro água. Não sei nadar...podem acreditar. Vou aprender.

Eu tenho paixão por sombrinhas e guarda-chuvas, embora eu tenha somente uma rosa que me acompanha há 3 anos quase. Ela está sendo resistente, pois a comprei num camelô na 25 de março em São Paulo. Desde então ela me acompanha, ela é literalmente uma sombrinha rodada. Já foi para Irlanda, Grécia, Itália, França Suiça, Brasil (muuuuitos lugares)...ela está quase se aposentando. Hoje no Rio de Janeiro...Chove...pelo menos começou a chover pelas 16:00 hs...
Se o seu coração está confuso, chorando, mantenha sua mente ocupada. Seja feliz, imensamente feliz. A Felicidade está dentro de você!!!Tudo vai acabar bem. Tenha um excelente dia...então um bom dia em francês ara vocês.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...