...surgiu, como se desintoxicar do homem errado, mas com o tempo mudou para "Como se desintoxicar da pessoa errada". Existem mulheres e homens intoxicados.Tanto as mulheres quanto os homens tem sua parcela de culpa por se intoxicarem pelas pessoas erradas, afinal, todos temos o livre arbítrio, temos como escolher, cada um tem a sua responsabilidade! Esse blog surgiu para trocar experiências, dar um ponto de vista diferente para que seja feita a auto-análise para mudar algo....descubra o que será mudado em você. Seja feliz. Sua felicidade depende somente de você!!! Não coloque a responsabilidade de sua felicidade em alguém que não possa te fazer feliz.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

HADA - Homens que amam demais anônimos


Por Simone P. Cardoso

Os homens assim como as mulheres sofrem muito com relacionamento, embora não exteriorizado. Hoje em dia vencem a timidez e seguem os passos das mulheres, buscando ajuda para sairem de relacionamentos nocivos.Recebi alguns e-mails de homens perguntando sobre. Navegando pela NET encontrei esses pontos muito interessantes sobre homens que amam demais do livro com o título desse post, a autora é Taty Ades. Leiam abaixo.

Quem são os Homens que Amam Demais?

Geralmente, eles vêm de um contexto familiar destrutivo. Tem relacionamento simbiótico com a mãe (ou ela é muito próxima ou muito ausente), os pais normalmente são alcoólatras e, de algum modo, os homens que amam demais sofreram violência doméstica, tanto fisíca quanto verbal. Eles trasportam essas frustações para a vida e repetem a história.

Outras caracteríticas:

*Na visão dele, ela é sempre a vítima. Tudo que acontece de errado no relacionamento ele se culpa

*Ele quer tanto a aprovação dela que, mesmo sofrendo muito, abre mão de suas vontades para satisfazer as dela

*Ele começa a viver em função da amada, vasculha tudo e corre um sério risco de estar caindo na cilada do ciúmes excessivo

*Ele tem auto-estima muito baixa, por isso não se dá valor e deixa com que essa situação permaneça

*Quem aconselha se torna um inimigo, é como se destruísse algo saudável. Na visão do homem que ama demais, o relacionamento dele é normal porque ele sempre vai viver na expectativa de que a situação melhore

* Ele pode se considerar um homem que ama demais quando o amor for sinônimo de sofrimento

*Porque ele a ama muito, não liga de ser humilhado e sempre justifica as atitudes de sua amada.

Este último é “cegueira emocional”. É como se esse amor obsessivo estivesse mais do que claro, mas ele insiste em não querer ver. “É muito triste quando você percebe o amor doentio. O casal não aproveita o melhor desse sentimento e corre grande risco de se separar. Para se ter uma idéia, quando um ‘Hades’ se separa da amada ele tem os mesmos sintomas de uma pessoa que está em abstinência de cocaína: tremores, vômitos e até síndrome do pânico.

A seguir, as Doze Promessas do CoDA (Co-dependentes Anônimos), grupo que busca ajudar homens e mulheres a desenvolver um relacionamento saudável, que com certeza te ajudarão bastante a se amar primeiro:

1- Reconheço que não estou só e que meus sentimentos de vazio e solidão vão desaparecer

2- Não sou controlado por meus medos. Eu supero meus medos e ajo com coragem, integridade e dignidade

3- Experimento uma nova liberdade

4- Liberto-me da preocupação, da culpa e da lamentação quanto ao meu passado e ao presente. Eu me mantenho o suficientemente atento para não repetir

5- Experimento um novo amor e uma nova aceitação por mim mesmo e pelos demais. Eu me sinto genuinamente merecedor de ser amado

6- Aprendo a me ver igualmente aos demais. Em minhas novas e renovadas relações são baseadas na igualdade de ambas as partes

7- Sou capaz de desenvolver e manter relações saudáveis e amorosas. A necessidade de controlar e manipular os outros desaparecerá na medida em que eu aprenda a confiar nas pessoas dignas de confiança

8- Aprendo que é possível recuperar-me e converter-me numa pessoa mais amorosa, mais íntima e capaz de oferecer apoio apropriado. Eu tenho a escolha de comunicar-me com minha família de uma maneira segura para mim e respeitosa para eles

9- Reconheço que eu sou uma criação única e preciosa

10- Não dependo unicamente dos demais para poder me sentir valioso

11- Tenho a confiança de que meu Poder Superior me guia. E venho a acreditar em minhas próprias capacidades

87 comentários:

  1. Nossa quanta coisa esquisita tem por aí né? Mas se puxar pela memória(a minha)lembro de um namoradinho que tive há muito tempo atrás (direto do túnel do tempo)que tinha esses sintomas. Chegou ao cúmulo dele me seguir sem eu saber... Um belo dia eu vi! Olha, me livrar dessa criatura não foi fácil!
    Aff...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sintomas de HADA:

      1-Passar grande parte do dia e da noite pensando na pessoa amada.
      2-Falta de apetite.
      3-Tremores nas mãos.
      4-Suores em demasia.
      5-Sono resumido.
      6-Auto discursos.
      7-Ânsia.
      8-Nervosismo.
      9-Inquietação.
      10-Saudade desregulada ou em demasia.
      11-Introspecção continua.
      12-Stress.
      13-Dores de cabeça.
      14-Irritabilidade fácil.
      15-Fala resumida.
      16-Perda ou ganho de peso.
      17-Frio no estômago.
      18-Aumento da pressão sanguínea.

      Excluir
    2. Sua babaca! Vc sabe o que é sentir isso... é uma dor que vc nem imagina... sua escrota, vao se informar antes de debochar dos outros!

      Excluir
    3. bom pra vc que não sente nada....

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    5. Não cospe pra cima Fabiana Folly ou pode cair na sua cabeça ;) todos nós vez ou outra podemos ficar bitolados com alguém ou alguma coisa e mesmo que "as variantes" desse comportamento mais obsessivo não a atinjam tanto,fique sabendo que muitas vezes a vitima que se sente perseguida alimenta esse comportamento do obcecado também por vaidades pessoais...

      Excluir
    6. Eu,Sofro desse mal e lhe garanto que não tem a menor graça...Depresividade...angustia...medo de perder a pessoa amada..amor patologico...ciumes demais...insegurança em si mesmo absurda....isso não so machuca...mas destroi a gente por inteiro....acho que esse é meu maior defeito...
      ----------AMAR DEMAIS------------

      Excluir
    7. Eu,Sofro desse mal e lhe garanto que não tem a menor graça...Depresividade...angustia...medo de perder a pessoa amada..amor patologico...ciumes demais...insegurança em si mesmo absurda....isso não so machuca...mas destroi a gente por inteiro....acho que esse é meu maior defeito...
      ----------AMAR DEMAIS------------

      Excluir
    8. Olha, seguir a pessoa não é certo mesmo , ele tem que se amar, mas cuidado, um dia você pode ser a próxima namoradinha, ou criatura...

      Excluir
    9. Vejo meu filho de 18 anos sofrendo e não sei como ajudá lo, pois ele não permite entrar no assunto... Realmente é muito triste, gostaria muito poder ajudar...

      Excluir
  2. Oi, Simone.

    Eu acho que este item, o "Não dependo unicamente dos demais para poder me sentir valioso" serve tanto para homens como para mulheres. Creio que é possível amar e ser amado sem deixar-se anular como pessoa, com sua individualidade e gostos particulares. Muitas vezes, no afã de agradar e manter relacionamentos, o parceiro ou a parceira torna-se praticamente submisso(a) e vivendo apenas em função do(a) companheiro(a).

    Isso parece fácil dizer, mas não é tão simples assim para se realizar. É um caminho longo...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. coisa esquisita???????????????
    Its fact....

    ResponderExcluir
  4. Para aqueles que enxergam graça nisso não tem..é um problema ,se um dia um ente seu tiver cancer vc ía gostar de alguém dizendo aff?então vá busacr ajuda pois o nome disso é narcisismo..tirando os insensíveis a matéria ajudou..

    ResponderExcluir
  5. A codependência é uma doença. Não entendo o porquê de alguém se dar ao trabalho de escrever um comentário debochando do sofrimento alheio. Isto é ser psicopata, o qu é bem pior.
    Ninguém adquire uma doença porque quer. Fatos inevitáveis como a violência familiar e o lar desestruturado não estão sob o controle de uma criança. alguém que passa po isso terá que buscar ajuda ou auto ajuda.
    A solução é demorada mas tem que começar em algum momento. Em algum momento a pessoa tem que se decidir a se libertar. A liberdade é uma condição desejável e surge de uma atitude inicial de indignação revolucionária de quem tem asas para voar mas vive no chão ciscando como galinha. Trata-se de requisitar do seu eu mais profundo as forças aprisionadas pelas amarras do passado.
    abraços
    Aldo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aldo excelente ponto de vista. Concodo com você (Ninguém adquire uma doença porque quer. Fatos inevitáveis como a violência familiar e o lar desestruturado não estão sob o controle de uma criança. alguém que passa po isso terá que buscar ajuda ou auto ajuda.)As amarras do passado reletem na vida adulta...
      Beijocas

      Excluir
    2. Olá Simone,seria interessante ressaltarmos que nem sempre as pessoas com sintomas de amores obsessivos advêm de famílias desestruturadas,mas por vezes de pessoas carentes de si mesmas ou tolhidas ao apego.Me pego como exemplo de ter passado por amores obsessivos e tive uma ótima formação em família,pais amorosos e equilibrados...essa sensação de "necessidade" do outro é por vezes latente no intimo da gente que necessita ajuda,sem analises preconceituosas ou mesmo atribuídas a desequilíbrios em família que direcionadas dessa forma podem promover mais pré julgamentos errôneos ou generalizados..de qualquer forma,acho que falar sobre o assunto e ter a compreensão visando a ajuda,já é um grande apoio para conscientizar a pessoa obsessiva a se desintoxicar de si mesma nesses momentos.Abraços.Rodrigo.

      Excluir
  6. TENHO UM MARIDO ASSIM. QUE NÃO CONSIGO ME LIVRAR DELE. ENTENDI HÁ POUCO TEMPO QUE ELE TEM PROBLEMAS SÉRIOS E SINCERAMENTE NÃO SEI O QUE FAÇO. PRECISO DE AJUDA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa vida tenho sofrido muito com meu marido ,tem hora s que desejo que ele arrume outra e me esqueca .O tempo todo quer me controlar fica com aquela cara de cachorro sem dono ,pior que se eu falo o que tem me desagradado ele joga tudo contra mim ,sinto como ele me vigiasse 24hr por dia ,ontem fui fazer uma entrevista de emprego e ele queria fica la junto ,sem contar que ate na cabelereira ele quer ir junto ,que sufoco ,sinto ate falta de ar ,e ainda o tempo todo fica falando do meu corpo,cantadas ridiculas ,o tempo todo fica tocando meu corpo ,falando de sexo ,ja nao consigo nem me aproximar dele ,muita pressao ,snif ,alguem me diz o que eu faco?

      Excluir
    2. O homem que vive não esquece o primeiro amor,não consegue amar outra mulher e prefere ser solitário por não conseguir amar outras mulheres da mesma maneira do primeiro amor, é considerado um homem que ama demais?

      Excluir
    3. POXA FIQUEI TÃO TRISTE AGORA MEU MARIDO FAZ TD ISSO ELE ME ELOGIA TANTO ME SUFOCA TANTO SEGUE MEU OLHAR PARA VER OQ EU ESTOU OLHANDO QUANDO NÃO ESTOU PERTO FICA OLHANDO PRA MINHA BOCA TENTANDO LER MEUS LABIOS ISSO TD ME CANSA TANTO Q JA ACHO Q NEM TENHO MAS AMOR POR ELE TENHO DÓ E AO MESMO TEMPO MEDO ACHO Q POR ISSO Q AINDA ESTOU NESSA RELAÇÃO NÃO SEI MAS COMO AGIR ACABO FALANDO COISAS Q REALMENTE O MAGOA ISSO É MUITO TRISTE POIS TEMOS 15 ANOS DE CASAMENTO E SINTO Q VAI ACABAR OU JA ACABOU

      Excluir
  7. Me enquadrei em quase ou em todos os sintomas. É muito triste saber que um amor pode tornar-se doentio. Depois de ler sobre, creio que devo procurar ajuda antes que meu relacionamento termine ou que eu me acabe, pois é muito sofrido esse sentimento. Obrigado pela matéria tão esclarecedora.

    ResponderExcluir
  8. Olá eu amo demais e nao sei o que fazer tenho todos os sintoma, vivo mendigando, estou em um buraco sem fim as droga me faz esquece,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Branco, creio que as drogas não seja o caminho ideal para a solução do problema. Esses dias assisti um filme que a garota dizia para o namorado "não quero que vc seja a minha vida , quero que vc faça parte dela " e isso serviu muito para mim. Toda a vez que estou pensando algo , antes de ficar mandando milhões de mensagens eu penso nessa frase. Está me ajudando e muito. Se cuida. Vinny

      Excluir
  9. É muito triste e destrutivo esse sentimento de co dependencia....a pessoa perde a confiança no parceiro e a vida dela gira em torno de provar a mentira do mesmo....se torna escravo e impotente ...sem reação aos fatos..a pessoa perde a identidade..infelizente sou estou assim hoje..mas com esse site espero melhorar a relacão coomigo mesmo e ser independente....

    ResponderExcluir
  10. Me enquadro em todos esses sintomas estou ficando maluco, não consigo pensar em outra coisa o dia todo só néla, néla, néla, cheguei a controlar tanto que a traumatizei, ela diz que gosta de mim mas não me quer por perto por causa do meu jeito controlador, tem medo das minhas reaçõe, pois trato alguns amigos dela mal apos algum contato mais proximo,quero ela sempre perto de mim e longe de todos, mesmo quando ela me trata muito mals não quero perde-la de jeito nehum, por conta disso e algumas outras coisas ela terminou comigo recentemente, achei que ia morrer, me faltava o ar chorava o tempo todo fico indo a pé ate a csa dela pra ver se a janela do quarto dela esta acesa pra ver se esta la, se esta me sinto 10% melhor e vou pra casa dormir se não esta fico andando pelo bairro pra ver se a vejo em algum bar, morrendo de medo de achar, sei que estou muitomal preciso urgente de ajuda, não brinquem nem debochem desse tipo de sintoma, pois é muito ruim e perigoso pois não sei qual poderia ser minha reação se a visse com outro... socorro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tb estou assim, e é com todas as mulheres que tenham possibilidade de serem minhas, já as paquero com a maioria dos sintomas acima, o mais frequente é a tremedeira e a carencia excessiva mesmo que eu tenha ficado com várias numa noite só mas é chegar o momento da paquera e eu fico assim bem afobado, tremendo e com o corpo dormente e o pior d tudo, não tenho pessoas adequadas para me acompanhar em pelo menos vários momentos, não estudo e nem faço cursos, pois o povo d onde moro é meio afastado para amizades, inventam desculpas para não sair comigo, etc. eu até poderia tentar estudar em outra cidade, mas vai dar muita despesa, e é perigoso não ajudar muito na luta contra minha carencia, por isso procuro um HADES próximo de goiania. me ajudem!!

      Excluir
  11. Boa Noite a todos;
    Bom, antes gostaria de parabenizar a Simone Cardoso pelo texto, confesso que venho a anos (2 décadas mais especificamente) me tratando desse "amor", cabe ressaltar que uma parte daqueles que se encontram na condição de HADES não necessariamente são possessivos ou ciumentos, ao contrário, zelam tanto pelo bem estar da pessoa "amada" mesmo que algumas atitudes da parceira não estejam em consonância com a vontade do HADES, acarretando com que ele se flagele em silêncio porem "realizado" em fazer a amada feliz, omitindo por completo seus anseios, vontades e por fim sua subjetividade... Enfim, não estou aqui para dar um testemunho pessoal sobre minhas experiências enquanto um HADES, mas somente gostaria de saber se existe algum grupo em São Paulo que atue em favor desses homens...

    Abraço a todos e mais uma vez Simone lhe agradeço pelo texto

    ResponderExcluir
  12. A Arte como Sublimação e Catarse dos Afetos Nocivos

    Boa tarda a todos;

    Bom, venho dar uma pequena contribuição a todos os HADES que por ventura vir a ler o texto da Simone Cardoso.

    Escrevi anteriormente à procura de um espaço que trate de pessoas que se encontram na condição de HADES (Homens que Amam Demais), qualquer relação com o mito grego zelador das trevas não é mera coincidência, somos reféns de nossos nocivos afetos e espero dentro em breve encontrar um lugar que trate de homens em tal condição.

    Mas enfim, vamos ao propósito do porque estou aqui. Como o titulo deste pequeno texto ressalta, a importância da arte para melhor compreendermos nossa situação de HADES, que acredito ser o primeiro passo para melhor lhe-dar com nossos afetos entendendo-o a maneira como cada "sintoma" ganha vida e acredito que muitas manifestações artísticas nos ajudam para melhor capturar tal condição.

    Na literatura ao meu ver, essa ânsia de um alguém no qual focamos nosso afeto exclusivo e excessivo já tem sua primeira razão no Banquete de Platão onde ele descreve o "Mito do Andrógeno", no qual Zeus, furioso com os homens (estes tinham formas arredondas com 4 pernas, 4 braços 1 tronco, 1 só coração e duas cabeças em consonância) queriam roubar as chamas dos deuses, e Zeus castigou-os dividindo-os, logo estas criaturas, não mais completas vagueiam pelo mundo em perpétua busca pela sua metade, e ao se encontrarem ficam abraçados, chorando até a consumação da morte. Os ditos populares encontrei "minha cara metade" ou a metade da laranja", "minha alma gêmea" são cristalizações desta crença no universo popular.
    No romântismo do séc. XVIII e XIX, suas criações dão o tom de um caminho para iniciarmos nossa jornada, dado que algumas características daquilo que chamamos de sintomas dos HADES eram socialmente aceitos dentro daquele contexto social-cultural na Europa, haja vista o "pai de todos nós" Johann Wolfgang von Goethe (1749-1842) escreveu a obra prima "Os Sofrimentos do Jovem Werther" em que podemos detectar sinais latentes do protagonista que se assemelha e muito com o comportamento dos HADES, hoje entendido como sintomas de uma patologia afetiva.

    Na música podemos encontrar em grande parte das dramaturgia operística de Richard Wagner (1813-1833); as epopéias românticas de "Tristão e Isolda" onde o amor trágico ganha magnitude e heroísmo, dada a impossibilidade de realização do mesmo ambos se matam.
    Na opera "Carmem" de George Bizet (1838-1875), onde a protagonista Carmen, uma cigana sedutora e caprichosa enlouquece os homens e faz com quem Dom Jose um dos enfeitiçados por seus encantos, ao reconhecer que ela não o amava mais, em um ataque de fúria e ciumes atravessa o corpo de Camen com sua espada.

    As artes plásticas também podem nos oferecer, a caráter de entendimento de maneira pictórica certos afetos que nós HADES carregamos.
    Johann Heinrich Füssli (1741-1825) com suas obras "Silêncio" (1799-1801) e "Pesadelo" (1781) ressaltam a morbidez e o esgotamento do corpo, o cansaço e o pender do corpo enquanto alvo de seu próprio afeto excessivo. Já William Turner (1775-1851) ressalta nossos ímpetos viscerais tempestuosos em obras como "Naufrágio" (1805) e "Calais" (1803), onde a calmaria, a serenidade não encontram espaço de atuação.

    Enfim espero ter dado uma pequena contribuição para que nós HADES, possamos nos compreender melhor ao munirmos de todos os recursos possíveis para superar, ou ao menos tentar lhe dar com tais afetos de maneira saudável e leve, afinal as mulheres, nossas tão amadas mulheres não merecem ser vitimas e reféns de nossa verve nociva, mas tão somente ser amigas, parceiras, amantes, confidentes.

    A todos os HADES desejo saúde e firmeza nessa empreitada árdua e difícil e que não mais caminhemos rumo ao crepúsculo, mas que possamos despertar ao tilintar de uma nova aurora

    ResponderExcluir
  13. existe algum HADA em campinas?

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Faço parte de uma irmandade anônima que tem como objetivo a recuperação da dependência de relacionamentos destrutivos.Com a minha experiência de 3 anos no Grupo MADA(Mulheres Que Amam Demais Anônimas),descobri muitas coisas à respeito desse tipo de relacionamento,inclusive que nunca 1 só é o responsável pelas crises e sofrimentos.Normalmente,os iguais se atraem e aquele que sofre,é atraído por pessoas que o deixam inseguro e despertam os seus medos,assim como se sentiam quando eram menores em seus lares desajustados.Também ocorre que a situação se inverte quando acontece o desentendimento e o agressor vira o agredido.É como um jogo.Um jogo do controle aonde os dois sofrem muito uma hora como agressor e outra hora como agredido.A única coisa que pode ser feita é investir no autoconheciemto e limpar todo o lixo que está dentro de cada um.Sim,a recuperação é possível,mas exige muito trabalho,dedicação e vontade de se recuperar.Acredite,se relacionar de uma forma saudável é possível!Busque ajuda

    ResponderExcluir
  15. Tenho medo de ter essa patologia. Há uns 40 dias, a minha namorada, com quem eu casaria neste fim de ano, me pediu um afastamento necessário pois ela achava que eu estava querendo apenas viver a vida dela, e não a minha. Neguei veementemente e disse a ela que eu, apenas, estava sendo companheiro, interessado, carinhoso e que, sim, eu a AMO MUITO. Mesmo assim, ela quis se afastar um pouco. Eu entendo que ela possa ter ouvido falar de HADES, ou que alguma amiga dela disse isso a ela e que ela achou que os sintomas são parecidos com o que eu tenho. Não vou negar: fiquei mesmo assustado com os sintomas, que eu julgava ser carinho, mas agora, lendo, parecem patológicos. Vou tomar cuidado e me controlar mais (sinto que posso) para não agir mais assim...

    A minha dúvida: agora que ela se afastou de mim, como poderei me reaproximar um dia? Se estamos afastados, como e quando ela vai saber que eu estou bem, independente, saudável e gostando dela de uma maneira normal?

    Como reverter? Afinal, se o que eu tenho é HADES mesmo, tenho consciência do exagero e posso, quero e vou melhorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro:

      A sua mudança de hábitos é quem vai te salvar! Nas relações amorosas, um geralmente gosta ou ama mais do que o outro e acredite, isso pode mudar radicalmente! Se sentir seguro com o outro nos deixa "mais a vontade" e de alguma forma, dono da situação. Isso gera insegurança no submisso e o deixa vulnerável ante o ser amado. Por experiência própria, posso categoricamente afirmar que alguns procedimentos podem virar a mesa e isso funciona como por exemplo: Não ligue para ela com frequência.
      Quando ela ligar, diga que você vai ligar para ela em 10 minutos e só ligue a noite ou no dia seguinte.
      Quando atender alguma ligação na frente dela, faça ela perceber a sua satisfação com seu interlocutor foi prazerosa, (mesmo que não tenha sido).
      Não dê muita importância no que ela mudou no cabelo ou na roupa. Fique calado por alguns instantes refletindo em você seus pensamentos. Leia um bom livro, faça exercícios sempre, mude seu visual, arrume tempo para se ocupar a noite com passeios de bicicleta, a pé ou de moto, claro se você tiver uma. Quando se sentir desprezado, tome 2 cervejas e relaxe! Espere ela pedir algo para se fazer no final de semana e você concorda depois. Procure rir e se ocupar com coisas. Saia para almoçar sozinho e deixe que ela saiba disso. Ir o shopping center dar uma voltas também é uma boa para deixá-la inquieta. Essas atitudes funcionam de verdade! Ela causa uma certa indiferença, embora você não queira isso, más isso faz você pegar as rédias de volta e viver administrando sua relação de uma forma mais equilibrada e segura.

      Excluir
    2. Venho me interessando muito pelo assuno a pouco tempo e, inclusive, tenho lido muito sobre o assunto. Acredito que é preciso haver mudanças de comportamento sim, mas o mais importante é não confundirmos o deixar de "amar demais" com frieza. Algumas das sugestões dadas acima, com data de 12 de dezembro, beiram a frieza. Deixar de perceber detalhes no cabelo ou na roupa vai fazer com que a pessoa pareça fria e distante. Temos que diferenciar o comportamento doentio. Reparar algo diferente e acreditar que é por causa de algum tipo de amante, isso é doentio; reparar uma diferença e dar um elogio, isso é super saudável e amável. Toda mulher gosta de ser notada, seja porque fez a sobrancelha ou porque aparou as pontas do cabelo. Não se pode é deixar esse comportamento ultrapassar a tênue linha que separa um comportamento saudável do comportamento doentio. A ajuda de um profissional é de grande valia nesse momento, para ajudar no discernimento dos fatos.

      Excluir
  16. gostaria de cumprimentar esse blog: eu to passando por uma situação é o seguinte eu e minha ex esposa somos separados a um ano e 8 meses, tivemos algumas recaidas e voltamos agora em junho, eu sempre amei ela, e doia quando sabia que ela tava com alguem, temos duas filhas lindas, e recentemente fiquei sabendo pela minha filha mais velha que ela tava trazendo ele pra dentro da csa enquanto eu ia trabalhar, e depois ele ligava pra saber eu tinha saido da csaa, ela é professora e terminando a faculdade e se envolveu com um nordestino que trabalha de chapa de carregar e descarregar caminhoes e eu faço faculdade de direito, e sempre fiz bem dizer tudo sozinho desde que as meninas nasceram e ate hoje, eu amo ela demais, mesmo as vezes sendo humilhado o que dói não é a separação é a traição eu quero esquecer ela, pois quero entrar em um outro relacionamento, me ajudem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre acreditei que o diálogo é o melhor remédio para qualquer tipo de problema. Você já tentou ter uma conversa franca com ela? Se ela também quer manter o relacionamento e se realmente te ama, vale a pena perdoá-la e retomar o relacionamento. No entanto, se ela não quer mais, não adiante ficar se remoendo e retornar para um relacionamento que vai te derrubar ainda mais. Amar é bom, mas ser amado também é. Você não pode ficar em um relacionamento no qual você ama pelos dois. É uma estrada de mão dupla. Talvez valha mais a pena procurar se tratar e seguir adiante. De qualquer forma, mesmo que volta pra ela, o melhor seria um tratamento ou até uma terapia de casal. É muito bom conversar com um profissional.

      Excluir
  17. Olha, se você ainda gosta dela, volte para ela! Agora essa de ficar dono dela, o que muitos homens fazem quando se separam, é que não dá! Ou você sai de vez da vida dela, ou volta pra ela. Ou você se desliga da vida dela ou se liga nela. Não dá para ter vida dupla porquê isso pode repercutir em seu novo relacionamento e ai nem uma e nem outra.

    ResponderExcluir
  18. Estou a passar por isso, amar dimais, não quero amar mais ninguem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para se curar de amar demais, não é preciso deixar de amar. É preciso amar de modo dosado, sem excessos, sem ciúmes, sem sentimentos de posse. Quando o sentimento passa a fazer sofrer, não é mais saudável. Amar alguém e ser amado é a melhor coisa do mundo. Vale a pena se tratar para aprender a amar de maneira saudável para poder viver bem e ser feliz.

      Excluir
  19. Estou passando por isso e olha, é terrível! Não há como descrever a sensação.
    Parece uma total despersonalização. Deixei de ser "eu" para me tornar apenas "o namorado dela", até que ela quis terminar, há 3 semanas.
    3 semanas à base de calmantes. Realmente parece síndrome de abstinência. Ansiedade, mãos suadas, taquicardia e o constante pavor de sair de casa e vê-la com outra pessoa.
    Essa semana, pesquisando na net, me descobri co-dependente e estou buscando tratamento.
    Pra quem fez graça, posso garantir: não tem graça nenhuma.
    Obrigado Simone pelo artigo.

    ResponderExcluir
  20. sou casado a quase sete anos e estou enquadrado em todos os sintomas... eu a amo demais mas eela fala que nao me ama, nao sei se e verdade ou se ela quer que eu faca o tratamento sem pensar se ela vai voltar comikgo ou nao... ela ainda esta muito magoada , pois, sempre reclamava quando ela queria ir em casa de familiares oun ate conversar no telefone com parentes.. preciso dela .. ela é a mulher que pedi a deus e tenhoi fe que isso é provacao dele e que irei me curar para pegar a minha familia de volta..gostaria de rsepostasa para que consiga ter mais forcas para me amar primeiro para ter forcas para fazer ela a mulher mais feliz da face da terra.. nao sei se tem alguma diferenca mas eu tenho 27 anos e ela tem 32. ela sabe que eu a amo loucamente , mais ela quer que eu me ame primeiro .. esta sendo muito dificil ja que estamos separados mas estamos marando na mesma casa.. ela diz que nao quer ninguem mas diz que morar na mesma casa é errado.. ela queria que eu ficasse longe para ela sentir saudades ma tenho medo de que ela nao saiba que estou mudando.. pelo menos aqui ela esta vendo que estou correndo atras e procurando a minha cura e creio em deus que serei liberto dessa doenca e terei a minha familia da volta juntamente com o amor da minha mulher....todo posso naquele que me fortalece ...e muito obrigado..

    ResponderExcluir
  21. Gostaria de saber se existe algum grupo de ajuda no DF????

    ResponderExcluir
  22. Olá, sou homossexual e tenho um relacionamento assim,ele começou tem 4 meses e quero concertar ele, tenho um ciúme muito louco, mais me controlo,ele é uma pessoa maravilhosa de muitos amigos.
    Tenho ciúmes do passado dele, para ir mais ao ponto,quero muito ser feliz com ele, isso não cabe mais no nosso relacionamento!quero ajuda!

    ResponderExcluir
  23. Estou passando por terríveis momentos e gostaria, alias imploro uma ajuda, meu caso não é diferente do que muito exceto pelo fato que após a separação de minha esposa larguei absolutamente tudo, trabalho , família, religião, amigo etc. Há 2 meses reatamos, contudo ela pediu para eu morar com meu irmão e ela continua na nossa casa e eu agora estou na condição de "namorado", contudo agora ela esta fria e mal me abraça, disse que esta assim pq na verdade eu a abandonei, mas disse que ainda me ama. To muito confuso e desesperado. Mal consigo um emprego nem tenoh muita força e cabeça para isso, vivo andando a pe ate a casa dela (10 a 15 km). POR FAVOR REALMENTE TO DESESPERADO E PRECISO DE AJUDA. NÃO DIGAM BESTEIRA

    ResponderExcluir
  24. Sou eu o cara que escreveu agora. Se alguem puder me ajudar e mandar e-mail: jc_tecnologia@ig.com.br

    ResponderExcluir
  25. olá amigos,

    tenho 30 anos e 8 meses de casado, somados a 5 anos de relacionamento. Impressionanante como me enncaixei em todos os quesitos, e assumidamente, sou uma pessoa que ama demais.
    minha esposa já se sentiu sufocada e pediu a separacao, estamos morando juntos, mas brigados. busquei ajuda e estou fazendo terapia. não sei se há mais tempo de reversão, pois eu realmente a sufoquei, ligava muito, mensagens, presentes, tudo isso é bom, mas quando se passa da conta sufoca mesmo. estou inclinado a mudar, mas preciso de ajuda, mais informações e mais confianca de que eu posso conseguir. vivo num inferno astral, pois é horrivel sermos desprezados por quem amamos.

    obrigado!

    ResponderExcluir
  26. quero saber se tem algum grupo no R.J

    ResponderExcluir
  27. Existe grupo de encontro do HADA em Brasilia - DF?

    ResponderExcluir
  28. Olá, achei seu blog hoje e gostei muito do conteúdo. Percebi que sou um HADA, e gostaria de saber como faço para tratar isso. Sei que tem haver com ter mais experiência no assunto(eu não tenho nenhuma). Acabei de perder alguém que eu gostava muito e que poderia ter sido algo muito maior exatamente por causa disso e de eu não saber falar com mulheres... é uma mistura de muita timidez com HADA... agora não consigo nem falar com ela direito.

    como faço pra tratar isso? um grupo de ajuda? existe algo que devo fazer pra melhorar minha situação com ela?

    desculpem por perguntar algo que eu deveria resolver comigo mesmo... é que realmente estou perdido... gosto dela e não queria perder a amizade...

    ResponderExcluir
  29. oá gostaria de saber se alguém que esteja passando por isso ou entao por alguma crise conjugal gostaria de participar de um programa de tv,.
    Se alguém tiver interesse entre em contato comigo.

    mayrabt@yahoo.com.br

    Grata.

    ResponderExcluir
  30. Rio de Janeiro tem algum grupo de ajuda?

    ResponderExcluir
  31. Existe alguma HADA em Niterói, RJ?

    ResponderExcluir
  32. Prezados, me encaixo em algumas características acima citadas. Ela me falava sempre, que se sentia sufocada, até que em praticamente 9 meses de noivado e quase 3, e meio de relacionamento, ela me pediu um tempo, aceitei em prantos, pois percebi que ela não se sentiu bem em me beijar, andava com cabeça baixa. Eu sempre acessei as contas em redes sociais dela, sempre coloquei crédito no celular dela para que ela pudesse falar comigo, daí ela caiu num trote, e acabou recarregando uma pequena quantia ao meliante, fiquei chateado por saber que ela se dispôs de forma que nunca fez a mim, para fazer a tal recarga. Falei a ela que para outrem ela fazia o que precisar para recarregar, mas pra falar comigo não... ela se chateou de vez. Sei que a magoei muito. Não deveria ter feito isso, ela estava fragilizada com tudo que aconteceu, eu ter falado o que na devia, e o trote.

    Estou desesperado, encontrei este site, e os casos aqui relatados, me impulsionaram a seguir em frente abrindo meus olhos para toda a realidade em minha volta. Acabamos por eu muito insistir, reatando, mas ela hora me trata como antes, hora me trata com frieza. Eu a amo demais, e usando a frase do colega acima, que repeti por vezes hoje antes de ligar ou mandar um SMS a ela, "não quero ser a vida dela, mas sim parte da vida dela", digo QUERO MUDAR! PRECISO MUDAR URGENTE! ME AJUDEM?!

    Na minha cidade, não tem nenhum grupo de ajuda, nem tenho condições financeiras de procurar um profissional. A solução é por aqui mesmo.

    Tenho muitas duvidas, umas três semana antes de ela pedir um tempo, ela me questionara animada sobre a busca por uma casa para a gente. Mas agora ela não quer nem saber disso. Assim que ela pediu um tempo, no outro dia, ela estava se arrumando pra sair, com a irmã, mas não saiu, fiquei de olho no perfil dela nas redes sociais, e ela adicionou um colega de trabalho que eu não gosto, mesmo sabendo disso. Ela puxou papo comigo várias vezes, fui educado e retornei. Eu não sei se ela me ama mais, apesar de ela falar isso muito menos que antes.

    Ela estoura a paciência por qualquer questionamento simples que faça, estou tentando a acalmar, mas temo ela não me querer mais.

    Estou sofrendo demais, e assim como fizeram comigo(debocharam), ao me verem abatidos, sofrendo, fizeram aqui também, o que me deixa triste.
    Penso em contar a ela o que descobri, e que estou em busca de ajuda para mudar, mas tenho medo de ela achar que não sirvo mais pra ela.

    Apesar desses detalhes, (humilhações), encontrei um caso em a mulher apoia o esposo, aliás, ela ama ter ele sempre lembrando de datas, presentes, declarações, tratando-a bem. Me sentir animado, mas ela aceitaria conviver com alguém como eu?

    Ao invés de escutar conselhos de algumas pessoas, que sugeriram eu ir à farra, fiquei em casa, fiquei uma semana sem ir à faculdade, em tempo de finalização da monografia. Vontade de sair do trabalho. Em fim, desistir...

    Mas busquei conselhos no lugar certo, assim creio. Como orienta a Bíblia.

    Sugiro, considerando tamanha dificuldade em encontrar grupos com esse afinco, montarmos um site, um grupo em rede sociais, em que nos possibilite compartilhar, desabafar, nos fortalecer e nos orientar.

    À pessoa da Simone P. Cardoso, segue em especial a sugestão, ponderando a disposição pela elaboração deste.

    Estou a disposição para mais contatos na esperança de nos unirmos e conseguirmos alguma prosperidade.

    Sousa

    ResponderExcluir
  33. oi então estou passando por uma separação no momento e estou sofrendo muito ,muito que eu digo que aponto de querer faser uma besteira com a própria vida para se livrar desse mal,tenho quase todos os sintomas mas sei que me encaixo pq desde jovem adolescente eu sou assim,ela não quer saber mais de mim foi uma relação de 3 anos e meio sendo que 2 anos morando juntos,foi muitas rigas e ofenas,eu a amo muito mas por medidas judicias não posso chegar perto dela por ter assustado,sinceramente não sei oq faser,pra onde ir ,meu medo que ela arranje outro e minha situação agrave alguem que pode me ajudar,seje pra me livrar desse sentimento ou pra uma atitude pra ela voltar,email: diegoconquest@gmail.com

    ResponderExcluir
  34. Ola,estou passando por todos os sintomas mencionados,ja me separei dela quatro vezes,em uma das vezes ficamos mais de um ano.Estou buscando tratamento para dar paz pra ela e meus filhos,to angustiado,saovinte e um anos de casados mas quero realmente sair disso tudo porque doi demais.Preciso achar um grupo em Brasilia.

    ResponderExcluir
  35. para o amor, e existem vários, todas as explicações não passam de teorias ...na prática nada é aceitável...essa é a pura verdade

    ResponderExcluir
  36. É sempre bom vc viver em busca da felicidade.Nunca viva em função de outra pessoa e isso tem que ficar claro no começo da relação!
    É isso aí galera força!

    ResponderExcluir
  37. Amigos... Confesso que saí de um relacionamento que no final eu senti os sintomas descritos como: Passar grande parte do dia e da noite pensando na pessoa amada; Falta de apetite; Tremores nas mãos; Suores em demasia; Auto discursos (falar sozinho mesmo); Inquietação; Saudade desregulada ou em demasia; Stress; Fala resumida; Perda de peso... E agora me vejo na mesma situação!!! Quero sair de um relacionamento q sei q não vai dar certo porque o passado das pessoas para alguns Hades é algo que não tem perdão! Sei q parece ridículo falar isso... Sei que vcs dirão: Mas passado cada um tem o seu! Você não estava com ela quando ela fez estas coisas!!! Mas isso não entra na cabeça dos Hades que se preocupam com o passado de seu parceiro ou parceira... Eu nunca quis uma virgem (rsrsrs), mas também não quero uma menina que beirou a prostituição (aproximadamente 40 parceiros diferentes dos 20 aos 27 anos dela)... Quero afirmar que não tenho nada contra prostituas ou ex prostitutas... E admiro um amigo q tenho q se casou com uma ex prostituta... Mostra para mim que é possível viver feliz preocupando-se apenas com o presente... Deixo aqui minha opinião... E caso queiram visitar meu blog fiquem a vontade...

    ResponderExcluir
  38. Onde encontrar uma grupo desses em Curitiba?

    ResponderExcluir
  39. Olá,

    frequento um grupo de ajuda para CO-Dependência para familiares que tem dependentes quimícos na familia e isso ajudou muito não só a mim mas a minha esposa também.... e tenho um amigo que acabou de sair de um relacionamento e tenho conversado muito com ele, mas ele já chegou a falar até em se matar por causa desse amor, perdeu a vontade viver, não sai mais de casa, se sente inferiorizado perante as outras pessoas, quero ajuda-lo lhe mostrei o texto do blog e ele se identificou muito e gostaria de saber se tem algum grupo que atue na região de Osasco ou nas proximidades.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  40. Boa tarde..
    Conheci esse grupo agora, andei olhando os sintomas e me identifiquei com tudo, estou passando por isso e ando muito mal gostaria de mudar essa situação como faço isso..

    ResponderExcluir
  41. Outra coisa que acontece é que Machuco muito a pessoa amada, em saber isso fico mais triste do que já ando, estou desesperado e muito triste.Ando muito mal por favor me ajudem..

    ResponderExcluir
  42. Triste é eu me encaixar nisso. É uma dor sem fim, beira a vontade do suicídio.

    ResponderExcluir
  43. Encontrei por acaso este blog, pois meu relacionamento terminou há exatamente 1 semana, depois de 2 anos e 5 meses de namoro. Tinhamos planos de casamento, filhos, planejávamos nossas coisas e éramos muito grudados.Deixava ela sair normalmente e dava liberdade a ela, pois confiava muito nela. Ela começou a trabalhar e ficou mais difícil de ver ela. Mas de 1 mês pra cá, ela mudou completamente. Tentava ver ela e ela não queria, dizendo que estava cansada. Ligava pra ela e logo me dispensava, dizendo que estava ocupada. Mesmo quando ela estava em casa, nossa conversa por mensagens era muito curta. Até que de repente, fui na casa dela pra conversar e ver o que estava acontecendo e ela terminou, dizendo que não era isso o que ela queria. Foi um choque muito grande, e meu mundo desabou completamente. Confesso que sou ciumento, mas ela também era. Me identifiquei com muitos dos sintomas da matéria, e fiquei pensando se não foi isso o que aconteceu com a gente. Será que eu insisti demais em ficar pressionando ela? Depois que terminamos, não fui atrás dela uma vez sequer, mas nos encontramos na igreja, e acabou rolando um beijo, apesar que ela que ficou provocando. Mas agora não paro de ficar pensando nisso. Sofri demais quando ela terminou, e até agora não parei de pensar um segundo sequer nela. Fico pensando em ir atrás pra ver o que realmente aconteceu, mas tenho medo. Minhas mãos soam, fico tremendo, minha barriga dói... Não sei o que fazer, pois eu quero muito ela de volta, mas tenho medo de correr atrás e acabar desperdiçando a chance de voltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Amigo,

      Vou lhe ser sincero, passei por situações semelhantes. Também passei por este tipo de situação. De saber que a pessoa que amamos nos rejeita e nos que ver um pouco longe. E olha que fiz de tudo para dar certo. O que tenho a lhe dizer, de tempo a ela. Deixa ela pensar e sentir sua falta. Faça coisas novas, invente um novo estilo de vida. Troque suas roupas, faça uma mudança radical em sua vida. Deixe outras pessoas perceberem o que tem de melhor. Pois tenho certeza se a outra pessoa te amar, ela virá atras e faras tudo de uma forma diferente. Passei por um relacionamento, que senti todos os sintomas destacados neste site, fiz coisas que achei que não teria coragem de fazer, e achava que estava certo. De uma certa forma a outra pessoa também errou bastante, por falta de maturidade. Hoje estou fazendo coisas novas, não tenho contato. Me preocupo comigo e com meu futuro. Algum dia sei que aparecerás alguem que me completará de uma forma que sempre esperei. E olhe, que a pessoa que tanto amei, esta com outro homem. Pensei que não ia aguentar, mas com as mudanças vi que tenho que seguir meu caminho.... E que meu futuro não depende desta pessoa.... Então meu amigo, resumindo, viva sua vida... Deus, tem algo maravilhoso para cada um de nós!!!!! E pegue esta experiência e tire o que for melhor, o restante deverá ser passado.... Viva a vida......

      Excluir
  44. Onde encontro um HADA em São Paulo?

    ResponderExcluir
  45. Existe algum grupo de apoio em Fortaleza Ceará? Preciso de ajuda. Aguardo resposta obg.

    ResponderExcluir
  46. Existe algum grupo de apoio em Fortaleza Ceará? Preciso de ajuda .aguardo resposta obg.

    ResponderExcluir
  47. Existe algum grupo de apoio em Fortaleza Ceará? Preciso de ajuda. Aguardo resposta obg.

    ResponderExcluir
  48. Onde tem em São Paulo?
    Por favor, preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  49. Amigo pense nas inumeras possibilidades que a vida lhe reserva.. tenha fé e siga em frente

    ResponderExcluir
  50. Gente tbém estou passando por esta situaçao ,nao sei mais o q fazer, pnde consigo ajuda? Moro na zl SP.

    ResponderExcluir
  51. Oi Bom dia.

    Hj procurei a respeito do assunto e encontrei este blog.

    Nunca tinha ouvido falar nesse assunto, e adoraria ter essa ajuda perto de mim.

    Meu marido está ficando doente, começou como algo ótimo, mas hj ele sofre e eu tbm sofro, pois não consigo nunca corresponder as expectativas dele, ele não consegue se concentrar em nada, no trabalho, na universidade, só pensando no que estou fazendo, com quem estou falando. Parece algo bom, mas ele já não me deixa fazer muita coisa, as vezes tenho a impressão que ele sente vontade de me acorrentar em casa, ele é extremamente ciumento, tem ciumes de tudo que se mova ao meu lado e as vezes chega a ser agressivo, uma vez ele mordeu meu rosto pois ficou com ciumes do amigo dele... eu amo meu marido e o que era saudável já está se tornando uma dependência sem fim, tudo que eu faço não é suficiente para suprir as necessidades do sentimento dele, não sei mais o que fazer, e começo a ter medo de indicar uma separação, pois tenho medo da reação dele. Estou muito triste, não queria ver o mais o homem que eu amo chorando, sofrendo por me amar demais e não saber mais o que fazer para não me sufocar. Muito triste.

    ResponderExcluir
  52. Bom dia meu caros!

    Sou um HADES e meu depoimento excedeu o limite de caracteres do blog, quem puder me ajudar eu agradeço desde já. Tenho todos os sintomas relacionados acima e queria uma palavra. Abraços!

    ResponderExcluir
  53. Eu tenho 7 dos sintomas mas os que mais me incomoda são falta de sono e a saudade que parece que vai rasgar o peito e o pior e que ele não me ama

    ResponderExcluir
  54. gostaria de saber onde tem esse grupo em são paulo se possivel telefone

    ResponderExcluir
  55. Bom dia, acho que todos sofremos mto a respeito disso, eu estou agora passando por isso, minha esposa acaba de me deixar por não aguentar mais, eu não vou relatar nada pq todos já sabemos oque acontece conosco, andei buscando e não tem HADA em SP, estava pensando pq não nos reunir, trocar experiências, tentar nos ajudar!? Pq este mal que sofremos não irá ter fim, e juntos buscarmos parceiros que possam nos ajudar, pesquisar, tentar no controlar, e acho que qdo perdemos a pessoa que amamos isso acaba com a gente, temos que parar de ficar esperando que criem ou sei lá e partir para a luta, temos que fazer algo, não aguento mais ficar chorando por ela, e se vcs pensam o mesmo pq não irmos atrás desta ajuda, pq não correr atrás do prejuízo, vamos lutar, pq não podemos entrar em um novo relacionamento ou até mesmo tentar recuperar quem perdemos se ficarmos esperando! Gostaria mto de poder conhecer alguém aqui de SP ou ABCD para trocarmos experiências, para nos ajudar! Estou disposto a mudar, quero ser feliz, mas enqto estivermos somente aqui não irá mudar nada, o tempo para a mudança é agora, vamos fazer a diferença, vamos correr atrás!
    Se alguém quiser pode me mandar um email ; rncypers73@gmail.com
    Não sei por onde começar, sou leigo, estou apenas me interando sobre o assunto, mas acho que uma conversa , umas pessoas que sofrem do mesmo problema, juntos , conversando, podemos nos ajudar, e não sei vcs, mas eu me sinto e sou sozinho, as x saio para a rua apenas para conversar, então se quiserem, podemos marcar algo e começar a mudar por nós mesmos!
    Obrigado, e estou precisando mto de ajuda, assim como acho que muitos de vcs!

    ResponderExcluir
  56. Na verdade o que existe por aí são pessoas que querem se ver livres dos problemas das outras e isso não é amor.
    Li todos os tópicos e percebo que existe sim muita discriminação para as pessoas que amam demais ou para as pessoas que são obsessivas.
    O amor é como uma empresa ...uma firma ....um banco, um grande de um negócio .... um negócio milionário ! e para tudo isso existe num primeiro momento uma coisa chamada de "confiança" para poder dar o início na "coisa" ...namoro ou negócio ( tudo depende do ponto de vista de cada um)
    Aí quer dizer que confiar ao extremo significa que devemos dar o caixa do banco a uma pessoa e nunsca fazê-la ter que vir a passar por uma inspeção de rotina e que qq gerente nunca deva ser acompanhado ...e aí o caixa rouba ou desvia e afunda o bando e o gerente faz falcatruas e detona uma empresa levando-a à falência ?
    E no amor ? devemos confiar feito idiotas e acreditar em papai noel ? e nunca poder verificar algo ...isso aqui ;;;;;;;;;ali ?
    Não estou aqui defendendo que pra tudo devemos desconfiar ...mas devemos sim gerenciar inspecionar e acompanhar ...afinal (dizia o ditado ref. aos olhos) "Esse é amigo desse" .... temos que cuidar sim ...pra no final não sairmos como otário e isso serve pra qq coisa na vida .... Amor e Negócios. Qdo está tudo bem ninguém elogia ...mas qdo estamos em dificuldades ...aí quer dizer que a parceira ou parceiro "rápa" fóra é ? e descarta a gente como copo de água descartável ?
    Qdo a gente ama de verdade ... a gente faz tudo pela outra pessoa ...como fazemos pelos nossos filhos e pais.
    Para o amor ...não existe idade ... nem julgamentos.
    Adultos às vezes se comportam como crianças e crianças às vezes como adultos. Mas nunca deixamos de amar nossos filhos, bebês, pais e mães , etc ..... Mas discriminamos nossos parceiros ou parceiras em nossos relacionamentos ou somos discriminados pelo simples fato de sermos ADULTOS... mas nunca procuramos entender... que somos seres humanos e que merecemos atenção , amor e entendimento .... assim como qq criança ou membro da família.
    Detalhe: Acusam a gente ...."homens" por sermos investigativos mas as mulheres se não forem iguais ... o fazem em dobro !
    Defender o território é o que poderíamos chamar de : "Faz parte"
    Deixar ao relento tb não é algo inteligente ou democrático.
    Cada um fica ligado naquilo que gosta e, quem que não gosta de quem fica ligado na gente ? que ama a gente e que se interessa pela gente ?
    Aqui vai uma música pra descontrair ok ? I can´t believe that you're in love with me ANDREA MOTIS & JOAN CHAMORRO GROUP
    ou o link ..........

    https://www.youtube.com/watch?v=dn_jBLEH87U

    ResponderExcluir
  57. Sou um HADES.
    Tive um relacionamento entre namoro e casamento que durou 17 anos, nos divorciamos , fiquei dois anos sem ter nenhum tipo de relacionamento, apos este tempo conheci uma pessoa por acaso e começamos um relacionamento, acho eu estava a tanto tempo sem namorar que nem sabia mais como fazer, começamos a nos falar por msg e eu querendo encontrar quase todos os dias logo no inicio ( não percebi o tanto que estava carente ) tivemos conversas sobre isso e ela sempre me pedindo para ir com calma, mas eu não conseguia. Apos seis meses juntos já havia terminado com ela 4 vezes sempre pelo mesmo motivo ela queria que nos encontrássemos somente nos fins de semana. Após seis meses juntos, ela voltou ao assunto, terminamos mais uma vez, ficamos um mês separados no dia 25 / 12 me enviou uma msg de feliz natal, dizendo que estava pensando e falando muito em mim nas ultimas semanas, quando fui a casa dela para poder tentar voltar , ela disse que não queria, agora não durmo, não como direito, perdi o interesse por quase tudo.
    Por isso gostaria de saber se existe um GRUPO DE APOIO em Belo Horizonte.

    ResponderExcluir
  58. Sou um HADES.
    Tive um relacionamento entre namoro e casamento que durou 17 anos, nos divorciamos , fiquei dois anos sem ter nenhum tipo de relacionamento, apos este tempo conheci uma pessoa por acaso e começamos um relacionamento, acho eu estava a tanto tempo sem namorar que nem sabia mais como fazer, começamos a nos falar por msg e eu querendo encontrar quase todos os dias logo no inicio ( não percebi o tanto que estava carente ) tivemos conversas sobre isso e ela sempre me pedindo para ir com calma, mas eu não conseguia. Apos seis meses juntos já havia terminado com ela 4 vezes sempre pelo mesmo motivo ela queria que nos encontrássemos somente nos fins de semana. Após seis meses juntos, ela voltou ao assunto, terminamos mais uma vez, ficamos um mês separados no dia 25 / 12 me enviou uma msg de feliz natal, dizendo que estava pensando e falando muito em mim nas ultimas semanas, quando fui a casa dela para poder tentar voltar , ela disse que não queria, agora não durmo, não como direito, perdi o interesse por quase tudo.
    Por isso gostaria de saber se existe um GRUPO DE APOIO em Belo Horizonte.

    ResponderExcluir
  59. Preciso de ajuda para ajudar o meu irmão que sofre dessa doença maldita, ele sofre muito por ser rejeitado, não consegue parar de pensar nela que esnoba ele.tenho medo dele fazer uma besteira

    ResponderExcluir
  60. Gostei muito do que li.tenho um irmão sofrendo desse mal.Esse amor maldito o deixa.desesperado, ele pensa até em fazer a besteira,ela esnoba ele.diz que ela tem que se divertir porque ela é jovem.eles tem uma filha ela não cuida da criança para ir pra balada.o que o deixa louco de ciúmes. Ele não quer conversar, não quer comer e só consegué deixar de pensar nela quando está dormindo e pra isso somente com calmante
    Estou desesperada e não sei como ajuda lo.por favor se possível me ajude

    ResponderExcluir
  61. Tem esse grupo em Fortaleza? Preciso desse telefone Urgente. Se puderem me ajudar agradeço

    ResponderExcluir
  62. Onde encontro HADA no Rio de Janeiro?

    ResponderExcluir
  63. Eu peco a Deus que de o livramento a todos esses HADES e que sejam felizes em outras possibilidades da vida e que como eu, com fé no Cristo, esquecam o passado podre e se abram a novas chances. Lagrimas por mulher? So a mae da gente!

    ResponderExcluir
  64. Existe algum grupo de apoio para homens com ciúmes patológico em porto alegre

    ResponderExcluir

Espero que o blog tenha te ajudado e agradeço a sua participação com seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...